SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Padre Zé Álvaro defende: “novo bispo do Mindelo deve ser um cabo-verdiano” 29 Julho 2009

O padre Zé Álvaro que regressa a Cabo Verde na próxima sexta-feira, 31, após o cumprir uma missão de oito anos em Boston, Estados Unidos, defendeu em entrevista ao Visaonews que o novo Bispo da Diocese de São Vicente deve ser um cabo-verdiano. “Cabo Verde tem uma maturidade eclesial suficiente para não regredir” afirma.

Padre Zé Álvaro defende: “novo bispo do Mindelo deve ser um cabo-verdiano”

O Pe. Zé Alvaro fez essa análise após a Santa Sé ter aceite a resignação do Bispo de Santiago, D. Paulino Évora, por limite de idade.

Nomeado para Boston, pontualmente o Pe. Zé Alvaro colaborou com as comunidades de Norwich (Connecticut), Brockton e New Bedford (Massachusetts) e Pawtucket (Rhode Island). Para além da actividade sacerdotal, está ligado à música e procurou estreitar relações com outras seitas religiosas, particularmente a judaica.

o sacerdote diz desconhecer qual poderá ser a sua missão em Cabo Verde, que será definida quando se encontrar com o novo Bispo da Diocese de Santiago, D. Arlindo Furtado.

Refira-se que, desde finais de 2000 o Padre Zé, devido a problemas de saúde, acompanha os cabo-verdianos nos Estados Unidos. E durante estes oito anos de sacerdócio, registou imagens de uma comunidade trabalhadora. “Vi pessoas que conseguiram sair da situação de pobreza, mas também outras que enfrentam problemas de reunificação familiar, enquanto buscam novas oportunidades”, acrescentou.

Pe Zé Alvaro diz ter constatado que nos EUA “há pessoas que querem conservar seus valores culturais, tradicionais e de fé, talvez mais do que quando estavam em Cabo Verde”. Na “hora di bai”, o padre falou da sua missão sacerdotal nos EUA, de assuntos prementes da comunidade emigrada e também daquilo que o espera em Cabo Verde.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project