MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

País com mais alta taxa de óbitos de Covid-19 26 Julho 2020

A República de San Marino, com 1.258 óbitos por milhão de habitantes, é o país com a mais alta taxa de letalidade a nível mundial.

País com mais alta taxa de óbitos de Covid-19

O micro-Estado, de 33.936 habitantes, encravado no nordeste de Itália, ocupa a posição número-1 do ranking indesejado, não obstante registar um total de (apenas) quarenta e duas mortes em 699 infetados.

Compare-se com as mais de 148 mil em mais de 4,246 milhões de infetados dos Estados Unidos, as mais de 85 mil em mais de 2,346 milhões do Brasil — respetivamente com taxas de 448 e 402.

Em 27 de fevereiro, San Marino confirmou que um homem de 88 anos de idade "com quadro de comorbidade" recém-chegado da Itália, onde estivera hospitalizado, era o primeiro caso sanmarinense da doença do coronavírus.

San Marino foi declarado "livre de Covid-19" há um mês, em 26 de junho.


República com 1719 anos

A República de San Marino foi fundada no ano 301 por um pedreiro que, a trabalhar em Rimini, se tornou alvo da perseguição que o imperador Diocleciano decretou contra os cristãos.

Marino fugiu para uma zona íngreme próxima, o Monte Titano, onde fundou um mosteiro que atraiu outros cristãos perseguidos.

A República que se iniciou na montanha — hoje acessível por teleférico (foto) — tornou-se desde então um modelo de democracia: a sua constituição é tida como a mais antiga do mundo, o poder é exercido por dois capitães-regentes eleitos com um mandato semestral não imediatamente renovável.


Entre os 12 mais ricos do mundo

A economia fundada nas operações financeiras e no turismo fez a República de 61 km2 (6,4 km2 menos que a ilha Brava) entrar no ranking dos doze países mais ricos do mundo em 2019. Fontes: Worldometers/Wikipedia.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project