ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Brasil: Para ministros do STF, afastamento de Ibaneis é recado para políticos omissos com golpistas 09 Janeiro 2023

Moraes determinou a saída do governador do DF após grupos bolsonaristas invadirem e depredarem Congresso, Planalto e STF.

Brasil: Para ministros do STF, afastamento de Ibaneis é recado para políticos omissos com golpistas

O afastamento do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), após o ato terrorista em Brasília é um recado do Supremo Tribunal Federal (STF) para outros políticos. Milhares de invasores depredaram os prédios dos três poderes em Brasília neste domingo (8) sem resistência da polícia local.

O blog apurou que a reação do STF foi uma resposta para evitar que outros governadores deixem de reagir aos atos terroristas. A decisão de Moraes que afastou Ibaneis determina também a desmobilização de todos os atos em 24h.

O afastamento do governador é uma demonstração do tipo de punição que a Justiça vai aplicar em caso de inação dos agentes públicos – o que até aqui, não havia ocorrido.

Os atos terroristas ocorridos no domingo (8) vinham sendo anunciados nas redes bolsonaristas e, em coletiva neste domingo, o ministro da Justiça de Lula, Flávio Dino, disse que o governo do DF sabia da movimentação e que havia sido alertado sobre a necessidade de reforço na segurança.

No entanto, imagens mostram policiais acompanhando o comboio que depois invadiria e depredaria prédios públicos. Há ainda registro de policiais fazendo fotos e conversando enquanto terroristas instalavam o caos. Além daqueles que foram flagrados já dentro dos espaços, sem impedir os manifestantes. (Veja as imagens acima)

A polícia do DF, assim como na prévia do caos na diplomação de Lula, em 12 de dezembro, não agiu para conter o grupo. As imagens são a prova da anuência dos agentes de segurança e do governo do DF, que não reagiu à altura e em tempo de conter o caos.

Um dos indicativos é o nome da segurança no DF até o domingo: Anderson Torres, ex-ministro da Justiça de Jair Bolsonaro (PL). No domingo, ao longo do ataque, Torres já não estava em Brasília ou no Brasil, mas nos Estados Unidos, onde também está Bolsonaro.

Em novembro, Ibaneis foi cobrado por ministros do STF sobre a nomeação de Torres. Na ocasião, o governador agora afastado disse aos magistrados que afirmou o ex-ministro de Bolsonaro não criar problemas.

Após a invasão e depredação, Ibaneis esboçou uma reação e exonerou Anderson Torres. Na sequência, fez um vídeo com um pedido de desculpas ao governo federal. A gravação, na verdade, era uma tentativa de evitar a responsabilização pelo caos que permitiu instalar em Brasília e o STF reagiu.

Nesta segunda-feira (9), o primeiro ato após a intervenção federal na segurança do DF e afastamento de Ibaneis, foi a desmobilização do QG em Brasília. Acompanhe em tempo real.

Bolsonaristas mantinham desde o resultado das urnas acampamento em frente ao Exército e o ponto era identificado como um dos pontos de concentração de radicais em Brasília. A Semana com G1

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project