POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Parlamento: Oposição considera que as obras do Governo andam no ritmo de um cágado sonolento 11 Abril 2019

O líder da Bancada do PAICV alertou hoje,09, que o tempo está a passar numa velocidade recordista, mas as obras do Governo de Ulisses Correia e Silva andam «no ritmo de um cágado sonolento». Rui Semedo, que falava na abertura do debate com a ministra Eunice Silva sobre a infraestruturação de Cabo Verde, considerou que o atual executivo, que está praticamente no fim do seu mandato, não tem obras para apresentar.

Parlamento: Oposição considera que as obras do Governo  andam  no ritmo de um cágado sonolento

Na introdução ao debate, o presidente da bancada tamabarina questionou as politicas públicas para o sector das infraestruturas do pais, perguntando se elas existem porque não tomam corpo, estando o Governo a caminhar para o fim do mando. «Senhora Ministra (das Infraestruturas) o tempo está a passar, numa velocidade de um recordista, e as obras teimam em marcar passo no ritmo de um cágado sonolento. Dizemos, com toda a sinceridade, que temos alguma dificuldade em botar defeito nas obras protagonizadas por Vossa Excia. porque, como pode ver, elas teimam em não aparecer».

Rui Semedo fez questão de realçar que aquela, como o aeroporto da Praia, encontrou-a em fase avançada de construção e que não havia nenhuma forma de paralisá-la ou suspendê-la. «Aquela outra, como o mercado do Coco, iniciada pela Câmara Municipal da Praia (quando o presidente era actual PM Ulisses Correia e Silva), que encontrou encalhada, há vários anos, e permanece ainda lá a esconder centenas de milhares de contos, sem um fim à vista. Hoje também é uma grande oportunidade de confirmar ao país se o Governo de Cabo Verde vai enterrar mais 350 mil contos naquele malfadado mercado que fez um buraco nas finanças municipais e quer abrir uma cave no tesouro do Estado, que é um bem de todos os cabo-verdianos».

Para o líder da bancada da oposição, a titular da pasta das Infraestruturas deve estar de acordo com ele de que o país não pode parar e que «deve refazer-se desta ressaca e começar a produzir e apresentar obras».

É que, segundo Semedo, quase o programa do governo foi mandado para prateleiras. «O programa do Governo parece que foi mandado para a biblioteca para engrossar as estantes livreiras e não perturbar a faina dos laboriosos membros do Governo que abraçaram a tradicional navegação à vista, tal qual, a que conduziu à descoberta destas ilhas».

Cuidar e rentabilizar das obras herdadas

Diante da falta de obras para apresentar, Semedo pede à ministra Eunice Silva para cuidar e rentabilizar, pelo menos, das obras existentes construídas pelo Governo do PAICV. «Enquanto não poder arrancar, e sabemos que tem sido difícil, cuide, pelo menos das infraestruturas que encontrou, melhorando-as, corrigindo falhas, se existirem, e faça-as render porque são recursos de todos nós que estão lá investidos».

Neste particular, referiu, entre outras, às barragens construídas, ao aterro sanitário de Santiago, aos portos e aeroportos e ao Programa Casa para Todos. «Com relação a esta última questão, gostaríamos de denunciar a situação de pressão e de injustiça por que passam alguns beneficiários do Programa Casa Para Todos que, antes celebraram contratos com o IFH, e agora, estão sendo obrigados a celebrar novos contratos com as Câmaras, com novos termos, que põe em causa os compromissos anteriores».

O líder parlamentar do PAICV questionou ainda o Governo sobre o programa de novos assentamentos para deslocados de Chã das Caldeiras, objecto de muita reclamação por parte de residentes. «Para terminar Senhora Ministra diga-lhes o que fez com o programa de novos assentamentos para as pessoas de Chã das Caldeiras, se há programas alternativos e se está a acompanhar as obras da estrada de acesso em construção e que tem sido objecto de grandes reclamações?», concluiu Rui Semedo, na sua comunicação que serviu de introdução ao debate com a ministra das Infraestruturas na sessão plenária desta quarta-feira.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project