POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Parlamento: PAICV destaca visita do PR a Angola e MpD diz que as relações não começaram hoje 27 Janeiro 2022

O PAICV (oposição) destacou hoje, em declaração política, no Parlamento, a recente deslocação do Presidente da República, José Maria Neves, a Angola, enquanto o MpD (poder) entende que as relações com este país não começaram com esta visita.

Parlamento: PAICV destaca visita do PR a Angola e MpD diz que as relações não começaram hoje

Para o Partido Africano da Independência de Cabo Verde, o Presidente José Maria Neves, ao escolher Angola para fazer a sua primeira visita, deixou a “mensagem clara de uma opção política” que prioriza os interesses do Estado em relação aos países e povos com os quais Cabo Verde mantém relações privilegiadas.

Segundo o líder da bancada parlamentar do PAICV, João Baptista Pereira, a integração pelo chefe de Estado na sua delegação de uma presença altamente representativa do Parlamento, do Governo e da sociedade civil, com destaque para a classe empresarial, “denota a sua preocupação quanto à leitura que faz das suas atribuições constitucionais, em benefício dos múltiplos interesses do Estado que personifica”.

Referindo-se à cooperação entre Cabo Verde e Angola, João Baptista Pereira lembrou a ajuda financeira e outras disponíveis ao arquipélago, desde os alvores da sua independência, passando pelas recentes situações de emergência e de catástrofe nacional, que tiveram por palco as erupções vulcânicas na ilha do Fogo.

“Ao longo dos anos, dezenas de documentos de natureza jurídica foram assinados entre os governos de Cabo Verde e de Angola, o que configura um quadro favorável à dinamização das relações de cooperação entre os dois países”, destacou o PAICV.

Na perspectiva dos deputados ‘tambarina’, “torna-se essencial avaliar o grau de cumprimento dos objetivos anteriormente acordados no quadro dos instrumentos de cooperação estabelecidos, identificar e interpretar os factores, tanto de insucessos como de realizações”.

Para o grupo parlamentar do partido da estrela negra, a parceria estratégica, que se deseja entre os dois estados, será cada vez mais efetiva se, num quadro geral de crescente e diversificada cooperação, puder identificar claramente os eixos principais e determinantes do relacionamento.

Por sua vez, o grupo parlamentar (GP) do Movimento para a Democracia congratulou-se também com a visita de José Maria Neves a Angola, mas deixou claro que as relações entre este país e Cabo Verde não começaram com aquela deslocação do chefe de Estado.

“As excelências das relações de Cabo Verde com Angola vêm sendo exercidas há muito tempo. Não se iniciaram com a recente visita presidencial”, alertou o líder do GP do MpD, João Gomes, lembrando que no dia 29 de Outubro de 2021 o ministro dos Transportes de Angola, Ricardo Viegas D’Abreu, visitou o arquipélago, a convite do seu homólogo cabo-verdiano, Carlos Santos.

Para o deputado da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID-oposição), António Monteiro, Angola é um país com “grandes potencialidades”, pelo que as relações com este país deviam ser “muito mais profundas e mais profícuas”.

Segundo o líder da UCID, o convite que o deputado do seu partido recebeu para integrar a delegação presidencial a Angola é uma forma de dar uma “maior visibilidade” à ação política cabo-verdiana e mostrar que a democracia do país “tem estado a caminhar no sentido de poder ser cada vez mais aprofundada e poder ter uma maior representatividade de toda a nação, lá onde a Presidência da República possa estar”.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project