ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Parlamento: PM garante que o país está perante um bom orçamento para 2019 30 Novembro 2018

«Termino com a convicção que estamos perante um bom Orçamento. Traduz a visão do Governo, os compromissos com os cabo-verdianos e o percurso para que o país possa atingir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável em que nenhuma ilha fica de fora e ninguém fica de fora». Foi desta forma como o Primeiro-ministro qualificou o Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2018, durante o seu discurso de apresentação do documento na generalidade (Ver na rubrica Registos deste jornal), durante a plenária, desta quinta-feira, da Assembleia Nacional.

Parlamento: PM garante que o país está perante um bom orçamento para 2019

Ulisses Correia e Silva destacou ainda que o OGE prevê um investimento público em infra-estruturas no montante de 30,4 milhões de contos para 2019 . « Irá ter um impacto positivo sobre a atividade de construção civil, serviços e setores como a Água, Energia e Saneamento (4,7 Mc); Educação (2,3 Mc); Tecnologia e Inovação (1,5 Mc); Saúde (1,4 Mc); Portos e Terminais de Passageiros (1,6 Mc); Estradas (815 mc); Segurança (600 mc); programa Cidade Segura (1,5 Mc); Desporto (81 mc) e requalificação urbana, acessibilidades, habitação, restauro de património e desencravamento de localidades (5,5 Mc). Criam emprego durante a fase de investimentos, melhoram o desempenho da economia e a qualidade de vida das pessoas e geram empregos mais qualificados e permanentes», precisou, adiantando que está a cumprir as promessas feitas.

O chefe do Governo considera que Orçamento do Estado para 2019 é apresentado «num contexto em que a economia está a crescer, o desemprego a diminuir, o rendimento das famílias a aumentar; o investimento privado nacional a aumentar; o investimento direto estrangeiro a aumentar; as exportações a aumentar[i]; a segurança pública a melhorar; a inclusão social das famílias mais pobres a melhorar».

Ulisses Correia e Silva afirma, no entanto, que a dívida pública do país continua elevada. « É importante, no entanto, assinalar a inversão da tendência ascendente da dívida que se registava anteriormente, assim como o controlo do défice orçamental», conclui o PM.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project