ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Parlamento: Primeiro-ministro anuncia 10 de milhões euros para fazer face ao mau ano agrícola, líder da oposição pede ração a custo zero para animais e redução do custo de água para agricultura 14 Dezembro 2017

O Primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, anunciou, através de uma declaração política feita hoje no parlamento, que o governo acaba de mobilizar 10 milhões de euros junto da comunidade internacional para fazer face aos efeitos do mau ano agrícola em Cabo Verde. A líder da oposição, Janira Hopffer Almada, reagiu de imediato para agradecer este gesto dos parceiros do nosso país, exigindo, ao mesmo tempo que, havendo dinheiro, o executivo ajude rapidamente os agricultores e criadores de gado, distribuindo rações a custo zero e reduzindo o custo da água para agricultura a 30 por cento.

Parlamento: Primeiro-ministro anuncia 10 de milhões euros para fazer face ao mau ano agrícola, líder da oposição pede ração a custo zero para animais e redução do custo de água para agricultura

O chefe do Governo da República agradeceu a rápida reacção da comunidade internacional ao disponibilizar Cabo Verde o donativo referido, através de parceiros como EUA, FAO, Bélgica, BAD, Espanha, entre outros. Além dos 10 milhões de dólares referidos, consta do Orçamento Geral do Estado para 2018 mais 100 mil contos para fazer face aos efeitos do mau ano agrícola.

Ulisses Correia e Silva sublinhou que a ajuda conseguida mostra a confiança que a comunidade a internacional deposita em Cabo Verde e ao actual Governo da República. O PM garantiu que o donativo em causa vai ser canalizado sobretudo para aumentar a resiliência do país face aos efeitos da mudança climática e não só, com destaque para a seca, a erupção vulcânica, furacões, entre outros fenómenos naturais. Asseverou que, em 2018, o Governo vai aprovar um programa neste sentido.

Reagindo ao anúncio do Governo, a líder da oposição agradeceu este gesto da comunidade internacional, regozijando-se com o montante disponibilizado, como tem acontecido em outras ocasiões. «Havendo dinheiro, o governo deve começar a gora a dar respostas rápidas aos problemas dos agricultores e criadores de animais, canalizando a verba sobretudo na mobilização de águas subterrâneas e superficiais no país», propõe Janira Hopffer Almada.

A líder do PAICV sugeriu ainda ao governo para distribuir rações para animais a custo zero, reduzir a água para agricultura a 30 por cento, beneficiar as redes de distribuição das barragens e avançar com um programa específico para beneficiar as famílias rurais pobres, com destaque para a distribuição de refeições quentes às crianças nas escolas e transporte escolar.

O presidente da UCID regozijou-se, por seu lado, com a medida e felicitou o Governo, através do PM, por ter mobilizado rapidamente o montante em causa para fazer face aos efeitos do mau ano agrícola. António Monteiro pediu que a verba seja aplicada principalmente para aumentar a resiliência do nosso país face à seca e não só.

Já o líder da Bancada do MpD, Rui Figueiredo Soares, felicitou a posição da UCID, mas criticou a líder do PAICV por não parabenizado o Governo por este feito e só agradeceu a comunidade internacional por ter disponibilizado os dez milhões de euros para fazer face aos efeitos do mau ano agrícola.

Entretanto, depois de perguntas ao governo, a sessão plenária prosseguiu com a aprovação, por unanimidade dos deputados, do novo Regimento da Assembleia Nacional, com a entrada em vigor a partir de 01 de Outubro de 2018, isto no quadro da reforma parlamentar em curso.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project