POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Parlamento/Segurança: MpD destaca “níveis importantes” conseguidos por Cabo Verde no combate à criminalidade 11 Janeiro 2023

O deputado do Movimento para a Democracia (MpD-poder), Aniceto Barbosa, destacou hoje “níveis importantes” conseguidos por Cabo Verde ao longo dos últimos anos no que diz respeito ao combate aos crimes violentos e ao crime geral.

Parlamento/Segurança: MpD destaca “níveis importantes” conseguidos por Cabo Verde no combate à criminalidade

Este parlamentar, que fazia a intervenção inicial do seu partido no arranque do debate sobre a segurança com o ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, realçou que tais conquistas foram alcançadas na linha de continuidade do diálogo permanente com as forças políticas, assim como com o diálogo permanente com as estruturas e órgãos da Justiça e com a sociedade civil.

Aniceto Barbosa citou, igualmente, uma descida contínua, consolidada e estabilizada, sem com isso deixar de reconhecer os fenómenos cíclicos de criminalidade que se vai assistindo, principalmente na cidade da Praia.

“É por isso que somos considerados um País seguro em várias vertentes da segurança, se compararmos com o que acontece na nossa região africana e mesmo comparando aos países mais desenvolvidos no mundo, tendo em conta os meios e recursos disponíveis”, afirmou, completando ainda que “é por isso que Cabo Verde tem níveis elevados de reputação junto dos investidores, junto dos credores, para não falar de destino preferencial dos emissores turísticos europeus”.

Aniceto Barbosa disse também que o seu grupo parlamentar e o Governo estão “bem atentos” e em alerta permanente sobre as questões de segurança.

“Sempre alerta no bom sentido de querer consolidar este caminho de um Cabo Verde seguro, alerta no sentido de querer consolidar este caminho de um Cabo Verde pacífico e solidário, mas sem descurar aqueles que são os problemas ou os sinais que os relatórios anuais de diversas entidades que lidam com esta matéria da segurança nos dão”, pontuou.

Está-se também alerta, segundo disse Aniceto Barbosa, aos sinais de violência grupal e juvenil, da violência doméstica, do abuso sexual e até sinais de violência no mais elementar respeito ao próximo.

“Ao desferirmos palavras e escritas desrespeitosas nas redes sociais, em que nós os cabo-verdianos violentamos uns aos outros sob a capa da liberdade e dos direitos humanos que, ao nosso ver, merece um grande repúdio e combate”, explicou.

Aniceto Barbosa afirmou ainda ser “fundamental” dar combate às ameaças híbridas, às relacionadas à interconectividade e informatização, que são globais, mais sofisticadas e mais exigentes.

Perante todas essas ameaças, Aniceto Barbosa perguntou aos partidos da oposição quais são as importâncias que dão àquilo que é o modelo de policiamento de proximidade, ao modelo de parceria e coordenação com câmaras municipais e na busca dos meios de implementação da Polícia Municipal, bem como à nova lei das armas e à estratégia integrada da segurança urbana, com câmaras de vigilância.

“Qual é a importância que dão à Escola Segura; qual é a importância que dão às medidas e investimentos em várias áreas, para a melhorias das condições socioeconómicas dos cabo-verdianos, qual é a importância que dão na qualificação e valorização das Forças Policiais e o reforço da relação de proximidade com os cidadãos para implementação de estratégia de prevenção?”, questionou.

O deputado do MpD frisou ainda que “o caminho é ainda longo”, não só na medida que as políticas sociais produzem efeitos e que, muitas vezes, são “bastante demoradas”, mas também porque os desafios são complexos, sobretudo, em tempos difíceis e de imprevisibilidade como os que o mundo está a atravessar.

“Muito se tem feito, quer seja ao nível da organização e qualificação do sector da Segurança Interna, mas também no plano social destacando as medidas para requalificação dos espaços públicos e dos bairros, reforço da iluminação pública, reforço e alargamento do ensino obrigatório e gratuitidade; políticas de inclusão social, reforço de parcerias com actores não estatais como sendo ONG, igrejas associações desportivas recreativas e culturais, tudo isso sempre numa perspectiva preventiva e de promoção da segurança desejada”, acrescentou.

Aniceto Barbosa que ainda destacou a valorização das forças de segurança, ressaltou que o combate à criminalidade é um combate para ganhar e concluiu com “uma palavra de apreço” às forças policiais: “não desistam, a vossa missão é nobre e o vosso trabalho é importantíssimo para todos os cidadãos”.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project