ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Parlamento debate segurança: Oposição adverte sobre situação complexa com crimes graves de sangue, Governo rebate ter melhorado segurança no país com vários investimentos realizados 10 Fevereiro 2021

O parlamento conheceu momentos quentes, hoje, com o debate da interpelação ao Governo sobre Segurança, que foi suspenso para ser retomado esta quinta-feira, por haver ainda tempo para a discussão e uma longa lista de deputados inscritos. A oposição advertiu que as autoridades estão a perder o controlo da situação complexa que se vive em Cabo Verde, principalmente em centros urbanos onde têm ocorrido crimes de sangue graves com assaltos à mão armada e decapitação de pessoas, bem como desaparecimento de cidadãos. Mas o executivo de Ulisses Correia e Silva replicou, enumerando vários investimentos e ações realizados para melhorar a segurança no país.

Parlamento debate  segurança: Oposição adverte sobre situação complexa com crimes graves de sangue, Governo rebate  ter melhorado segurança no país com vários investimentos realizados

A interpelação foi apresentada pelo deputado do PAICV, João Baptista Pereira, que, na intervenção inicial, considerou, segundo a Inforpress, que “a situação de insegurança é preocupante”. Criticou o nível de investimentos feitos no sector que, a seu ver, sejam nos domínios estratégicos, tácticos ou operacionais “parecem estar ainda muito longe das necessidades”.

“A situação do país, particularmente nos principais centros urbanos, ‘nitidamente’, saiu do controle das autoridades nos últimos anos”, constatou o deputado “tambarina”, que considerou a situação “dramática”.Baptista ilustrou com a ocorrência de vários crimes complexos, alguns dos quais de sangue, como assaltos à mão armada, homicídios com decapitação de pessoas, desparecimento de cidadãos - crianças e adultos - cujo paradeiro não foi ainda conhecido pelas autoridades policiais e judiciais.

O parlamentar do PAICV terminou a sua comunicação com algumas perguntas ao Governo, representado no debate pelo ministro da Administração Interna, Paulo Rocha.

“Que investimentos vêm sendo feitos no sector da Segurança Interna”, “quais os resultados mais evidentes dos investimentos feitos no sector da Segurança”, “quais as causas de uma desmotivação generalizada no seio da Polícia Nacional” e “quais as razões que alimentaram o mau relacionamento entre o Governo e a Polícia Nacional”, foram, conforme a Infopress, as quatro questões que João Baptista Pereira colocou ao ministro Paulo Rocha.

Em resposta, o ministro da Administração Interna garantiu que “o Governo tem as melhores relações com a Polícia Nacional” e considerou que o deputado João Baptista Pereira engasgou-se no seu discurso porque “não conhece a hierarquia na Polícia Nacional”.

O governante considerou que, “finalmente”, o PAICV reconheceu os investimentos que vêm sendo feitos e que “como os próprios afirmam, se estendem aos domínios estratégicos, tácticos e operacionais”.

Paulo Rocha enumerou várias realizações e investimentos feitos no sector da Segurança, no País, e considerou que esses investimentos já deram resultados e as respostas que o Governo tem estado a dar “são estruturadas e sustentáveis”.

Conforme determinou a Mesa da Assembleia Nacional, o debate sobre a segurança em Cabo Verde vai prosseguir esta quinta-feira, isto tendo em conta que ainda há tempo e uma longa lista de deputados inscritos para intervir sobre a matéria em pauta.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project