SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Mindelo: Parte de corpo humano encontrada na Baía das Gatas mobiliza opinião pública 16 Novembro 2021

Continua a mobilizar a opinião pública de São Vicente a parte inferior de um corpo humano que foi encontrada, esta manhã, nas imediações do trampolim da Baia das Gatas por trabalhadores de limpeza da Câmara Municipal. Conforme a RCV, os restos mortais, que se presumem ser de uma mulher, foram levantados pelos bombeiros municipais pelas 11 horas e 20 minutos, depois das averiguações legais feitas por inspectores da Polícia Judiciária e técnicos da Delegacia de Saúde. O cadáver, em avançado estado de decomposição, foi imediatamente enterrado por ordem das autoridades locais.

Mindelo: Parte de corpo humano encontrada na Baía das Gatas mobiliza opinião pública

O caso continua a inquietar a população de São Vicente. Conforme as autoridades, os restos mortais não identificados, em avançado estado de decomposição, foram encontrados, nesta terça-feira,16 de novembro, por volta das 7 horas, junto do Trampolim da zona balnear da Baía das Gatas, muita frequentada por banhistas, sobretudo nesta época quente do ano.

O Delegado de Saúde adiantou, à Rádio Nacional, que as partes anatómicas apontam para uma pessoa do sexo feminino com mais ou menos 1 metro e 50 centímetros de altura e que poderá ter sofrido mordeduras de um animal marinho, provavelmente um tubarão. Segundo Elísio Silva, tudo aponta que a vítima era uma mulher, já que trajava roupas femininas e tinha consigo um penso higiénico.

Conforme as autoridades locais, não ficou ainda clara a nacionalidade da vítima. A RCV adiantou, no entanto, que foi encontrado com o cadáver um colar provavelmente de origem árabe. Um fato que, segundo a mesma fonte, pode servir de pistas quanto à sua eventual procedência de um país africano. Uma das possibilidades é que a vítima seria um dos ocupantes de uma piroga encontrada recentemente em S. Nicolau com três cadáveres.

A fazer fé nas informações recolhidas pela Rádio Nacional, as autoridades desconhecem neste momento se alguma pessoa foi dada como desaparecida em Cabo Verde. Mas Elísio Silva informou que a Delegacia de Saúde já retirou partes de ossos para exames de DNA e provável identificação da vítima para efeitos de investigação pela Polícia Judiciária. Revelou ainda que há dados sobre características das roupas que a pessoa trajava e que podem ajudar na sua identificação. Fotos: Arquivo/NN

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project