NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Peça de homenagem a Orlando Pantera abre festival Mindelact em Cabo Verde 01 Novembro 2022

A peça de homenagem ao músico e compositor Orlando Pantera, pela companhia portuguesa Clara Andermatt, abre na sexta-feira o festival de teatro Mindelact, na ilha cabo-verdiana de São Vicente, este ano com 12 países representados.

Peça de homenagem a Orlando Pantera abre festival Mindelact em Cabo Verde

Clara Andermatt vai apresentar na 28ª edição do Festival Internacional de Teatro do Mindelo (Mindelact) “Pantera”, nome do falecido músico e compositor cabo-verdiano Orlando Pantera, uma peça criada pelos portugueses Clara Andermatt e João Lucas e que conta com participação especial da também cantora cabo-verdiana Mayra Andrade.

Nascido na ilha de Santiago em 1967, Pantera, uma das grandes referências da música cabo-verdiana, morreu aos 33 anos e nos últimos anos a filha, que à data do falecimento tinha seis anos, tem levado a cabo uma profunda pesquisa sobre a vida e obra do pai.

“Foi nesse contexto que nos lançou o desafio de lhe fazer uma homenagem”, deu conta a companhia portuguesa, que antes de dois espetáculos no palco principal do Mindelact, no Centro Cultural do Mindelo, no último fim de semana fez duas apresentações na cidade da Praia.

De acordo com a companhia, o espetáculo é “construído nas andanças da memória”, sendo, sobretudo, “uma intensa e dinâmica experiência de colaboração”, em alusão à participação de cabo-verdianos e portugueses.

“Cada um dos intérpretes estabelece uma relação pessoal no relembrar da sua própria experiência e devolve-nos uma riqueza criativa que se converte no valor e no sentido desta homenagem. Entre o muito que ficou por fazer e o muito que ficará por dizer, este é o nosso abraço para o Pantera”, referiu

O festival acontece de 04 a 13 de novembro no Mindelo e na Praia, este ano com a participação de 12 países.

De acordo com a lista divulgada pela organização, além de Cabo Verde e Portugal, vão estar grupos e atores da África do Sul, Brasil, Angola, Espanha, Países Baixos, Costa do Marfim, Inglaterra, Moçambique, França e Ucrânia.

Além da companhia Clara Andermatt, Portugal vai estar ainda representando pelo Teatro do Bolhão (Ninguém), Teatro do Noroeste (Noite de Caxias), Alma d’Arame (Solitária) e pelo contar de histórias Jorge Serafim.

Considerado um dos mais reconhecidos eventos de artes cénicas do continente africano e o maior de Cabo Verde, o evento deste ano contará com mais de 40 espetáculos, divididos em três palcos e mais uma vez com a extensão à cidade da Praia.

Sob o signo da celebração, a programação será distribuída pelo palco principal, no Centro Cultural do Mindelo, e pelo palco na ALAIM, ambos na ilha de São Vicente, além da cidade da Praia, na ilha de Santiago, e de outros espaços alternativos, oficinas e mostras de performances.

“Acreditamos que será mais uma vez um momento de celebração das artes, do amor, do afeto, de Cabo Verde, do nosso teatro e do teatro que se faz um pouco por todo o mundo”, disse em setembro o presidente da Associação Artística e Cultural Mindelact, João Branco.

A edição de 2021 do Mindelact, ainda condicionado pela pandemia da covid-19, contou ao longo de 10 dias com 67 espetáculos, também no Mindelo e na Praia, aos quais assistiram, segundo a organização, cerca de 5.000 pessoas.

O festival de teatro é patrocinado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, pela Câmara Municipal de São Vicente, pelo instituto Camões e pela Presidência da República de Cabo Verde. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project