REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Pelo menos 25 pessoas morrem após consumo de bebidas adulteradas 17 Dezembro 2021

Pelo menos 25 pessoas morreram num curto espaço de tempo na Turquia e cerca de outras 20 tiveram de ser hospitalizadas após o consumo de bebidas alcoólicas adulteradas em várias províncias do país, divulgaram hoje os ’media’ turcos.

Pelo menos 25 pessoas morrem após consumo de bebidas adulteradas

Segundo o canal de televisão turco Habertürk citado pela Lusa, sete pessoas morreram no bairro de Esenyurt, em Istambul. As mortes ligadas ao consumo de álcool adulterado são comuns na Turquia, situação relacionada com o crescimento da produção clandestina e com o aumento dos impostos sobre as bebidas alcoólicas.

O raki, a bebida alcoólica nacional, custa cerca de 250 liras turcas (cerca de 15 euros) por litro no supermercado, ou quase um décimo do salário mínimo líquido mensal (2.825 libras).

As bebidas adulteradas são frequentemente confecionadas com metanol (usado na indústria) no lugar de etanol, habitualmente utilizado para consumo humano.
De acordo com o Ministério do Interior turco, buscas recentes conduzidas em 342 locais levaram à apreensão de mais de 30.000 litros de álcool adulterado e de contrabando e à prisão de 60 pessoas. “No final de 2020, mais de 40 pessoas morreram em menos de uma semana no país”.

O Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, um fervoroso muçulmano regularmente acusado pelos seus opositores de querer islamizar a sociedade turca, posiciona-se regularmente contra o consumo de álcool ou tabaco. “A religião muçulmana proíbe o consumo de bebidas alcoólicas. Turquia é um Estado laico, com uma população maioritariamente muçulmanos, refere a Lusa.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project