AMBIENTE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Pesticidas matam metade da fertilidade humana 08 Junho 2021

A epidemiologista Shanna Swan, do Hospital Mount Sinai em Nova Iorque, fez soar o alarme esta semana sobre o impacto do uso de químicos na alimentação que está a matar a fertilidade masculina: "Os pesticidas contribuíram para a queda de 50 por cento da fertilidade entre os homens diretamente expostos" .

Pesticidas matam metade da fertilidade humana

Preocupados com o sobrepovoamento da Terra deviam prestar mais atenção à ameaça que as atuais técnicas agrícolas trazem à sobrevivência humana, defende uma equipa de investigadores num estudo dirigido pela epidemiologista Shanna Swan.

A investigação orientada para a relação entre a reprodução humana e o ambiente em contexto epidemiológico chegou a conclusões inquietantes sobre o nosso futuro.

Perdas a acelerar

Entre as descobertas inquietantes está que um homem desta geração tem apenas metade dos espermas que tinha o avô.

Fertilidade feminina em queda. A fertilidade global retrocedeu mais de 50% nos últimos 50 anos.

Causas sobretudo ambientais: a nossa crescente exposição aos químicos na alimentação, nas embalagens dos alimentos processados como os ftalatos.

Em Cabo Verde, pesticidas abaixo dos níveis de alerta

Como se noticiou há mais de dois anos, por ocasião da apresentação do estudo relativo ao controlo de uso de pesticidas, os produtos agrícolas produzidos e consumidos em Cabo Verde não constituem ameaça quando se fala de concentração de resíduos de pesticidas nos alimentos.

Não obstante esses resultados satisfatórios, é preciso ter em conta que há três anos que não se atualizaram esses dados que também era apresentados a título provisório.


Alerta e ...esperança?

Fontes: Site da Dra. Shanna Swan/Arquivos online.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project