LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Petrobrás cai 21% — Bolsa NY reage à intervenção de Bolsonaro que indicou novo presidente 25 Fevereiro 2021

Desde 1995 que as ações da Petrobrás não eram tão desvalorizadas na NYSE-Bolsa de Nova Iorque. Os títulos bolsistas da estatal brasileira negociados nos EUA cairam 21% na segunda-feira, 22, com os investidores a reagir mal à interferência do governo na estatal.

Segundo levantamento da consultora "Economatica", a queda nas cotações bolsistas causou à Petrobrás, em poucas horas na segunda-feira, quase 75 biliões de reais (c.R$ 75 bn) em valor de mercado.

Em mais de 25 anos, foi a segunda maior queda diária em valor da mercado da Petrobrás desde o início do plano Real (entretítulo infra).

Na sexta-feira, a petrolífera começou a encolher mal o presidente Bolsonaro anunciou a indicacão do nov presidente da estatal. Logo na sexta-feira, registava já perdas de 28 biliões de reais (c.R$ 28 bn).

’Plano Real’ conteve a inflação estratosférica dos anos 80-90

O Plano Real como estratégia económica — concebida para conter a crescente desvalorização da moeda e o aumento descontrolado dos índices inflacionários — foi elaborado durante o governo do presidente Itamar Franco (de dezembro de 1992 até janeiro de 1995).

A equipa chefiada por Fernando Henrique Cardoso, futuro presidente e então ministro da Fazenda, traçou um novo plano para combater a inflação ’estratosférica’ dos anos 80-90.

O plano tinha o objetivo de fortalecer a moeda, sob uma nova designação — que seria o separador entre o passado-presente e o futuro póximo. Ou seja, tornar a nova moeda brasileira, o Real, no que de há muito o país não tinha: uma moeda estável e forte, diferente das outras moedas adotadas anteriormente no Brasil.Fontes: Globo/WSJ.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project