ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Plataforma sindical pede intervenção do Grupo Parlamentar do MpD para melhorias da proposta do aumento salarial 2023 26 Outubro 2022

A Plataforma Sindical pediu ontem uma intervenção do Grupo Parlamentar do MpD junto do Governo no sentido de serem feitas as correções com vista a melhorar a proposta de aumento salarial dos cabo-verdianos previsto para 2023.

Plataforma sindical pede intervenção do Grupo Parlamentar do MpD para melhorias da proposta do aumento salarial 2023

Esta informação foi avançada pelo presidente da Plataforma Sindical, Eliseu Tavares, em declarações à imprensa, após um encontro com a direcção do Grupo Parlamentar do Movimento para a Democracia (MpD-poder), realizado esta tarde, na Cidade da Praia.

O encontro, segundo o sindicalista, teve como propósito apresentar as preocupações da Plataforma Sindical relativamente ao acordo conseguido na reunião do Conselho de Concertação Social que prevê o aumento salarial de forma parcelada em 2023.

“De facto, concordamos com o aumento que tenha sido feito de forma parcelada, portanto percentagem diferente para os diferentes grupos de trabalhadores, mas nós discordamos redondamente, que essa decisão tenha excluído vários trabalhadores, especialistas e reformados e discordamos que tenha excluído os trabalhadores que tiveram os PCCS implementados a partir de 2019”, defendeu.

O encontro serviu ainda, de acordo com Eliseu Tavares, para abordar a questão relacionada com a perda do poder de compra dos cabo-verdianos desde 2022.

Conforme lembrou, em 2019, foi feito um aumento salarial, “infelizmente só atingiu menos de 10% dos trabalhadores da Administração Pública”, isto é menos de dois mil trabalhadores, salientando que a forma como este aumento está a ser desenhado milhares de trabalhadores serão deixados para trás em 2023.

“Por isso, viemos a casa do povo falar com a representação da direção da bancada parlamentar do MpD no sentido de nas intervenções ou mesmo antes delas, poderem de forma positiva impactar e intervir junto do Governo no sentido de fazer a correções e adequarem este aumento”, referiu, frisando que o aumento de 3,5% para as pessoas que ganham até 33 mil escudos é “irrisório e excludente”.

Por sua vez, salientou, a direcção do Grupo Parlamentar do MpD mostrou total abertura em abordar este assunto junto do Governo e dos seus pares, tendo realçado que a referida bancada assumiu que esta é igualmente uma preocupação do partido que sustenta o Governo.

“Encontramos muita abertura por parte da bancada e ficamos satisfeitos por saber também que esta é uma preocupação que eles têm e assumiram claramente que no fórum próprio vão tentar dialogar com os seus pares e o Governo para tentar uma melhor reposição do poder de compra dos cabo-verdianos”, asseverou.

Criticou, por outro lado, a forma como a União Nacional dos Trabalhadores de Cabo Verde – Central Sindical (UNTC-CS), representada pela sua secretária-geral, Joaquina Almeida, tem agido ao não defender os interesses dos trabalhadores cabo-verdianos.

“A UNTC-CS não tem defendido os interesses dos trabalhadores e disso não há dúvida nenhuma como dissemos, para participar na reunião do Conselho de Concertação Social se fosse uma central no verdadeiro sentido da palavra os sindicatos seriam ouvidos”, concluiu.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project