ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Plataforma sindical pede o Governo para repor subsídio da farinha de trigo 17 Janeiro 2023

A Plataforma Sindical Unir e Resgatar a UNTC-CS apelou hoje ao Governo a fazer a reposição do subsídio da farinha de trigo, sendo que o aumento deste bem básico, bem como dos derivados, vai impactar negativamente as famílias.

Plataforma sindical pede o Governo para repor subsídio da farinha de trigo

O pedido foi feito pelo presidente da Plataforma Sindical Unir e Resgatar a UNTC-CS, Elizeu Tavares, à saída de uma audiência com o provedor de Justiça, José Carlos Delgado, para abordar sobre o Orçamento do Estado para 2023 e os processos judiciais que os sindicatos da plataforma têm contra a gestão da UNTC-CS.

“Outro assunto que falamos tem a ver com a questão do aumento [salarial] que se pretende dar ser irrisório face a inflação que está a ser vivida. Nada nos nossos cálculos estava a indicar de que iríamos ter esse aumento brutal sobre a farinha e, claramente sobre seus derivados, quer dizer que a inflação prevista para 2023 começa já a ser atacada”, frisou.

Segundo aquele sindicalista, este “aumento brutal” do preço da farinha é motivo de muita preocupação para os sindicatos, uma vez que vai diminuir o poder de compra das famílias cabo-verdianas.

“Por isso, apelamos no sentido do Governo repor o subsídio em relação à farinha porque senão vai impactar negativamente o poder de compra dos trabalhadores e das respectivas famílias”, exortou Elizeu Tavares.

A audiência serviu, igualmente, para debruçar sobre a lei do Orçamento do Estado que, ao ver daquele sindicalista, “é inconstitucional e discriminatória” por deixar de fora um grupo considerável de trabalhadores e de famílias.

Daí que, a Plataforma Sindical Unir e Resgatar a UNTC-CS solicitou a intervenção do provedor de Justiça no sentido de, junto do Tribunal Constitucional, pedir a fiscalização “abstrata e sucessiva” da norma nº 9 do Orçamento de Estado.

Para Elizeu Tavares, a norma é inconstitucional e discrimina negativamente mais de 10 mil trabalhadores que ficam de fora do aumento, que já está em prática em 2023.

Assim, defendeu a necessidade de ser solidários com aqueles que ganham menos, sublinhando que “a inflação veio para todos”, entretanto, o mesmo acredita que o provedor de Justiça irá pedir a fiscalização após a sua análise.

A ocasião foi aproveitada ainda para fazer um pedido ao provedor da Justiça que tem a ver com a autorização de um mecanismo legal, a aceleração de processos nos tribunais que os sindicatos daquela Plataforma Sindical têm contra a gestão da União Nacional dos Trabalhadores de Cabo Verde – Central Sindical (UNTC-CS).

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project