REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Pluma de chumbo: Madame de Staël e Napoleão 07 Janeiro 2020

Pluma de chumbo: Madame de Staël e Napoleão

A suprema pena do exílio. Quantas formas toma nos dois milénios e tal que assombram as ilhas? A sombra das netas da quinta-avó Fina nascida em 1802, como o prova o registo no Arquivo Nacional. A prova escrita da memória oral, funda derme das stória, stória que a tia-avó conta dos antepassados.

O mesmo ano em que a Madame de Staël dedica à França silenciosa o seu primeiro romance, Delphine, do nome da protagonista. Um libelo que visa o imperador tinha de ter réplica à altura: o exílio.

Mas que coincidência, descubro mais de 200 anos depois, nas anotações numa agenda da adolescente que deixei de ser nesse 1985.

Como é que esse nome chegou ao íngreme Lombo Branco na remota ilha, spadjòde entre rocha e mar?, à modesta casa de Maria da Penha e Januário Monteiro Neves casados na Igreja Matriz na era de Setecentos?

Quem teria escolhido para a sua sétima filha esse nome? O nome duma mulher nos antípodas, a Delphine, que brilha como um farol para os exilados na noite escura que a Revolução Francesa trouxe à velha aristocracia de França.

Madame de Staël e a sua criatura Delphine. A opositora que se ergue como a voz que clama no silêncio da França amordaçada por esse Napoleão arrivista. A velha França contra o opressor corso que a derrubou — para criar um mundo à medida da sua desmedida ambição.

A neta Fina, a que livre pensa mesmo quando a voz lhe silenciaram. Nesta era de novecentos que viu Napoleão renascer. Sempre há um Alexandre Magno para criar um mundo à medida da sua desmedida ambição.

Sempre há um novo exílio que o renascido Alexandre Magno tem de fazer turbinar. O novo exílio é a deportação para o campo da morte. O novo exílio é o contrato para o Sul. O novo exílio é o visto para o Norte, perseguido e logrado. Os roncos dos motores que ensurdecem e apagam o "Apenas ouves o vento, apenas ouves o mar" do 2º ano em que estudei Literatura Francesa com o professor D.— ao fim duns 50 anos poeta, com passagem pelos contos, no ano seguinte assinaria o primeiro romance singelamente intitulado Y ....

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project