ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Polémica com suspeições de negócios poucos claros: PAICV acusa ministro das Finanças de beneficiar empresas misturando interesses próprios com os do Estado 30 Novembro 2019

A polémica está lançada a nível do parlamento sobre suspeições de negócios poucos claros entre o estado e uma empresa do sector privado. O mote foi lançado, hoje, na sessão da Assembleia Nacional no momento do debate do OGE para 2020, pelo PAICV (oposição). É que esta formação da Esquerda Democrática acusou hoje,29, o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, de ter beneficiado a própria empresa e misturando os seus interesses com os interesses do Estado, além de outros irregularidades enquanto membro do Governo.

Polémica com suspeições de negócios poucos claros: PAICV acusa ministro das Finanças de beneficiar empresas misturando interesses próprios com os do Estado

A acusação foi feita, segundo a Inforpress, pelo líder parlamentar do PAICV. Rui Semedo salientou que o vice-primeiro-ministro “faliu a empresa imobiliária que geria”, que só veio a ressuscitar depois do MpD (posição) ter ganho as eleições, e que “beneficiou a própria empresa, misturando os seus interesses com os interesses do Estado”.

De acordo com Rui Semedo, Olavo Correia “quis dar lição à oposição” de boa gestão durante o seu discurso, considerando ter sido um “verdadeiro atentado” à democracia e à livre expressão.

Segundo a ainda a Inforpress, Semedo alertou que esta atitude é para tentar passar a mensagem, “camuflando uma atitude totalitária, com uma vontade de silenciar a oposição”.

O líder da bancada do maior partido da oposição referiu também que o governante “prejudicou o Estado” de Cabo Verde em “mais de três milhões de contos”, quando desistiu dos processos nos tribunais, montante que “aumentou ainda mais em 2018 e 2019”.

O parlamentar tambarina crticou, por outro lado, que o ministro das Finanças recusou fornecer os dados concretos ao Parlamento sobre “dinheiro do Estado que distribuiu a empresas”.

Olavo Correia pede se apresente queixa e ameaça com processo judicial

Reagindo às acusações referidas, o vice-primeiro-ministro, Olavo Correia, disse que se o deputado e líder parlamentar do PAICV tiver alguma informação ou irregularidade “que apresente-as junto de instâncias competentes”.

O governante sublinhou que as acusações são falsas e que Rui Semedo terá de provar em tribunal todas as acusações que proferiu.

Ressaltou ainda que Cabo Verde “precisa de políticos responsáveis”, pois, é preciso inspirar os jovens talentos para construir o nosso país.

Conforme a agenda de trabalho citada pela Inforpress, na tarde de hoje os deputados tinha agendado o debate e a aprovação do Orçamento do Estado para 2020, assim como a discussão e votação do projecto de resolução que aprova o orçamento privativo da Assembleia Nacional para o ano 2020.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project