ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

População estrangeira e imigrante representa 2,2% do total da população e 37,4% são guineenses – estudo 20 Dezembro 2022

Um estudo sobre a população estrangeira e imigrante concluiu que neste momento Cabo Verde acolhe 10869 estrangeiros, o que representa 2,2% do total da população, sendo que a comunidade guineense se mantém como a mais representativa, com 37,4%.

População estrangeira e imigrante representa 2,2% do total da população e 37,4% são guineenses – estudo

Os dados constam dos resultados preliminares do I Inquérito da População Estrangeira e Imigrante residente em Cabo Verde, realizado entre os meses de Agosto e Setembro, apresentado hoje, na Cidade da Praia.

O estudo decorre de uma parceria entre Alta Autoridade para a Imigração (AAI) e o Instituto Nacional de Estatística (INE) visa contribuir para o conhecimento e aprofundamento do fenómeno da imigração em Cabo Verde e traçar um diagnóstico completo e atualizado dos estrangeiros e imigrantes residentes nos vários concelhos do país.

O inquérito recaiu sobre uma amostra de 3.025 agregados familiares onde reside pelo menos um indivíduo com a nacionalidade estrangeira ou com dupla nacionalidade, sendo a primeira nacionalidade estrangeira.

Dos 10869 estrangeiros residente no País, 7431 são homens o que representa 68,4%, 3438, mulheres o que corresponde a 31,6% sendo que a maioria está na Praia, com 38,2%, seguido do Sal com 21,1%, Boa Vista com 12,2%, São Vicente com 11,3% e as restantes ilhas com 11,7%.

De acordo com o estudo, 37,4% dos imigrantes são provenientes da Guiné Bissau, 11,3% do Senegal, 9,2% de Portugal, 4,9% da Nigéria, 4,7% da China e 4,5% de São Tomé e Príncipe.

Os dados apontam que 18,6% tem ascendência cabo-verdiana, 78,6% através da mãe, 68,7% do pai, 51,9% dos anos maternos, 43,4% dos avós paternos, 25,1% dos bisavós maternos, 21,7% dos bisavós paternos e 9,4% de superior a bisavós.

O estudo revela que os imigrantes ou estrangeiros de 15 ou mais anos de idade frequentaram o ensino básico com 26,1%, secundário com 46,9%, pós-secundário com 20,8% e em nível com 6,2%.

O inquérito concluiu ainda que 9,5% dos imigrantes estrangeiros são crianças dos 04 a 14 anos, 89,2% frequentam um estabelecimento de ensino.

Em relação à atividade económica, 9.417 imigrantes estão em idade de trabalhar, o que representa 86,6%, sendo que 79,5% estão empregados e 1,9% estão no desemprego.

A realização deste inquérito integra o Projecto “Coop4Int – Strengthening Migrantes Integration through cooperation between Portugal and Cabo Verde”, implementado pelo Alto Comissariado para as Migrações de Portugal (ACM), a Alta Autoridade para a Imigração, o Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE), e o Instituto Politécnico de Bragança (IPB).

O projeto Coop4Int tem o apoio financeiro da União Europeia, contratualizado pelo ICMPD através da Migration Partnership Facility.

A apresentação decorreu hoje, no âmbito da comemoração do Dia Internacional dos Migrantes, assinalado no domingo, 18, e contou com a presença do Ministro da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social, Fernando Elísio Freire, que também Tutela a Pasta da Imigração, da presidente da Alta Autoridade para a Imigração (AAI) e o vice-presidente do Instituto Nacional de Estatística.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project