DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Por Tokyo’20, Naomi Osaka que deu ao Japão 1ª vitória no US Open deixa binacionalidade 13 Outubro 2019

Atual número 1 do Mundo no ranking WTA de singulares, a tenista nipo-americana Naomi Osaka anunciou na quinta-feira, 10 — seis dias antes de completar os 22 anos — que já encetou o processo administrativo pelo qual passa a ser nacional japonesa em exclusivo.

Por Tokyo’20, Naomi Osaka que deu ao Japão 1ª vitória no US Open deixa binacionalidade

Até esta detentora de dois passaportes, Naomi joga pelo Japão, mas segundo a lei japonesa tem até os 21 anos de optar por uma das nacionalidades. A campeã do mundo na categoria anunciou na televisão nacional nipónica, NHK, que iniciou o processo administrativo pelo qual se torna cidadã nipónica, em exclusivo, condição necessária para participar nas Olimpíadas de 2020.

Naomi nasceu e viveu até os três anos no Japão quando os pais — mãe japonesa e pai haitiano-americano — decidiram mudar para a Flórida. A emigração, segundo a biografia online, foi, em parte, ditada pela hostilidade da família japonesa que cortou relações com a mãe de Naomi e nunca quis ver a neta hafu (birracial).

Naomi Osaka é, desde 28 de janeiro de 2019, a número 1 do Mundo no ranking WTA-Women Tennis Association, em singulares.

Serena após fúria e lágrimas, pediu aplausos para Naomi Osaka

A estrela ascendente Naomi Osaka infligiu há um ano à hexacampeã Serena Williams a primeira derrota do ano. Foi na final do US Open, em setembro de 2018. O episódio entrou na história da modalidade devido à confrontação no decorrer da prova entre Serena e o árbitro português Carlos Ramos. Serena entrou em fúria, o que lhe valeu três castigos no decorrer da prova.

O público pró-Serena, com a parcialidade intrínseca aos fãs, apupou o árbitro. Também no final com a derrota do seu ídolo, os ’serenistas’ não aplaudiram a vitoriosa Naomi.

Foi então que Serena pediu ao público: “Deem a Osaka o seu momento de vencedora”. E foi assim que o fairplay venceu.

Fontes: Japan Times/AFP. Foto (EPA) Naomi Osaka, estrela ascendente, derrotou a hexacampeã Serena Williams.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project