LEITURA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Porto Editora disponibiliza 800 obras em braille na WOOK 19 Julho 2022

A partir desta segunda-feira,18, em resultado de uma parceria entre a Porto Editora e a Santa Casa da Misericórdia do Porto, vão ser disponibilizados 800 títulos em braille na plataforma online WOOK. A oferta inclui vários clássicos da literatura, passando também por géneros como o infanto-juvenil, como é o caso de O Memorial do Convento e O Principezinho, respetivamente.

Porto Editora disponibiliza 800 obras em braille na WOOK

Distribuídos por um total de 21 categorias, as 800 obras em braille vão ser produzidas pelo Centro Professor Albuquerque e Castro (CPAC) – Imprensa Braille, que serão depois comercializados através da maior livraria online portuguesa, a WOOK. Todas as receitas revertem a favor dos produtores, CPAC e Santa Casa da Misericórdia do Porto, refere ainda o comunicado citado pelo site Espalha E Fatos na sua pagina de Facebook.

Na vasta seleção podem ser encontrados livros da literatura portuguesa clássica e contemporânea como Novos Contos da Montanha, de Miguel Torga, Ensaio sobre a Cegueira, de José Saramago, e A Sibila, de Agustina Bessa-Luís. Já no que toca ao género infantojuvenil, encontram-se disponibilizados títulos como A Fada Oriana e O Cavaleiro da Dinamarca, ambos da autoria de Sophia de Mello Breyner Andresen.

Em declarações à Agência Lusa, a Porto Editora referiu que esta parceria procura “ir continuamente aumentando a quantidade de títulos disponíveis, atualizando a oferta em catálogo através da articulação com o CPAC e as centenas de editoras com que a WOOK trabalha”.

Sendo que “o preço médio dos livros ronda os 12,50 euros”, e tendo em conta que “o valor está dependente de vários fatores”, a editora, prossegue a mesma fonte, explicou ainda que “os leitores vão encontrar livros infantis com um volume a 3,18 euros ou 6,13 euros com dois volumes”, revelando que se encontram disponíveis “livros de maior dimensão que podem chegar aos 40 euros”.

Fundado no ano de 1956, o Centro Professor Albuquerque e Castro destina-se em exclusivo à produção de livros destinados à comunidade de pessoas com deficiência visual.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project