CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Porto Novo: Celebrações dos 60 anos do município decorrem nos próximos seis meses 02 Julho 2022

A edilidade porto-novense tem em preparação uma série de eventos que se realizam ao longo do segundo semestre deste ano para assinalar os 60 anos de criação do concelho do Porto Novo, anunciou o presidente da câmara.

Porto Novo: Celebrações dos 60 anos do município decorrem nos próximos seis meses

O ponto alto das celebrações acontece a 02 de Setembro, dia do município, data em que tem lugar uma sessão solene evocativa desta efeméride, que marca, além dos 60 anos deste concelho, ainda os 17 anos da elevação da então vila do Porto Novo à condição de cidade.

Para estas comemorações, a autarquia já dispõe um selo alusivo aos 60 anos de criação do concelho, criado pelo “grande filho” do Porto Novo, o Leão Lopes, que vai ser divulgado, avançou à Inforpress este autarca, destacando o facto de este selo simbolizar o “pé de tambarina”, uma árvore centenária que fica na cidade do Porto Novo.

“Só um criativo como o Leão teria a sapiência à altura para simbolizar esse ano com o simbolismo que é o pé de tambarina, que vai estar nos documentos oficiais. Se há algo então que simboliza a resistência de Porto Novo ao longo dos tempos, o pé de tambarina é um exemplo”, explicou Aníbal Fonseca.

Para este autarca, o município do Porto Novo é “ainda muito novo”, mas com “uma grande perspectiva e um futuro grande pela frente”, bastando, para isso, ter “oportunidade” para se desenvolver.

“Não temos dúvidas de que este município vai ser uma referência a nível do País. A nossa comemoração envolve institucionalmente a celebração maior que é no dia 02 de Setembro”, sublinhou.

O município do Porto Novo, criado em 1962, assinala, este ano, 60 anos de sua criação. O concelho foi criado através do diploma legislativo ministerial, publicado no Boletim Oficial de Cabo Verde número 35, de 02 de Setembro de 1962.

Neste diploma, o então ministro do Ultramar, Adriano Moreira, extinguia o posto administrativo do Porto Novo, que fazia parte do município do Paul, e criava o concelho com o mesmo nome, integrando as freguesias de São João Baptista e do Santo André.

Segundo uma nota do executivo camarário, “todos são chamados a participar e envolver deste momento histórico” que constitui uma oportunidade para se “analisar o passado, refletir sobre o presente e perspetivar o futuro para que Porto Novo venha a ser um município modelo na construção do seu desenvolvimento”.

Estas comemorações, adiantou a autarquia, vão ser, também, um ensejo para se “projectar Porto Novo como destino de investimentos, criação de riqueza e geração de empregos que não pode ser da responsabilidade exclusiva dos poderes públicos localmente estabelecidos”. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project