CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Porto Novo: Líderes locais alertam para “situação difícil” das famílias rurais devido ao desemprego que afecta o município 20 Mar�o 2019

Representantes de diferentes comunidades no Porto Novo, um dos municípios mais afectados pela seca em Cabo Verde, alertam para a “situação difícil” em que se encontra a maioria das famílias rurais, devido ao desemprego, que afecta o concelho.

Porto Novo: Líderes locais alertam para “situação difícil” das famílias rurais devido ao desemprego que afecta o município

Em Ribeira das Patas, segundo o líder comunitário, Arlindo Delgado, a Câmara Municipal do Porto Novo tem em andamento uma frente de trabalho na zona de Lagoa, que emprega cerca de três dezenas de pessoas, mas admite que ainda “muitos chefes de família” dessa povoação estão, actualmente, no desemprego.

A maior preocupação prende-se, nesta altura, com as famílias em Chã de Alecrim, que estão a passar por muitas dificuldades, alertou este responsável.

Em Alto Mira, Jailson Neves, representante local, alertou que, neste momento, o desemprego nessa localidade é generalizado, apelando ao município e ao Governo para a necessidade de “acudir” as famílias mais necessitadas, nessa zona.

Na zona Norte do Porto Novo, os representantes das comunidades dizem-se, igualmente, “preocupados” com o desemprego que atinge várias famílias nessa parcela do território municipal.

Em “situação mais preocupante” estão as famílias em Pascoal Alves, zona isolada, que estão a passar por “enormes dificuldades”, devido à falta de trabalho, segundo o representante da comunidade, Manuel Gomes, informando que algumas famílias estão a abandonar esse povoado, em busca de sobrevivência em outros sítios.

No quadro do novo plano de mitigação da seca, Porto Novo foi um dos municípios contemplados, estando previsto, para breve, a assinatura entre a câmara do Porto Novo e o Governo um contrato-programa para a promoção de emprego público neste concelho, com a execução de uma série de projectos.

O Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) informou que Porto Novo foi contemplado, no âmbito do plano de mitigação da seca, que decorrerá até Setembro, com um montante à volta de 38 mil contos.

O plano abrange ainda o salvamento do gado, segundo o delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) no concelho, Joel Barros, adiantando que a ração está a ser, desde Fevereiro, colocado à disposição dos criadores de gado, com uma taxa de bonificação de 20 por cento (%).

Este plano que, a nível de Santo Antão, apenas abrange Porto Novo, está a ser implementado nos mesmos moldes do plano de 2018, abarcando, além de apoio aos criadores com ração, ainda a promoção de emprego público, vertente que vai estar a cargo da edilidade local.

Em termos de salvamento do gado, este programa, que abrange sobretudo os planaltos Norte e Leste, abarca ainda a construção de currais e bebedouros, além de lançamento de sementes para a produção de pasto.

No caso do Planalto Norte, além de apoio ração, prevê-se ainda a construção de 13 currais, segundo o delegado do MAA. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project