CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Porto Novo: Obras do projecto de adução de água no Planalto Norte paradas 23 Mar�o 2022

As obras do projecto de bombagem e adução de água ao Planalto Norte, no município do Porto Novo, estão, neste momento, suspensas, para a aflição dos moradores, que desejam a conclusão deste projecto, lançado em 2019.

Porto Novo: Obras do projecto de adução de água no Planalto Norte paradas

O presidente da Associação Luz Verde do Norte, António Lima, confirmou à Inforpress que as obras deste projecto, que deveriam ser executadas em oito meses, estão paralisadas, facto que está a preocupar a população do Planalto Norte, desejosa de consumir água potável.

Um técnico ligado ao empreiteiro da obra, que ultrapassa os 80 mil contos, escusou-se a falar sobre este assunto, remetendo a Inforpress para o dono da obra, neste caso, o Ministério da Agricultura e Ambiente

O delegado no Porto Novo, Joel Barros, confirmou a paragem temporária do projecto, situação que, a seu ver, se deve a “constrangimentos” decorrentes da covid-19 e que estão relacionados com “trabalhos a mais”, mas assegurou que as condições estão a ser criadas pelo ministério para a retoma “brevemente” das obras.

Apesar dos esforços despendidos, a Inforpress não conseguiu ainda obter uma reacção da Câmara Municipal do Porto Novo, uma das parceiras do projecto e entidade que responde pelo abastecimento de água no Planalto Norte.

Segundo a mesma fonte, o presidente da autarquia do Porto Novo, Aníbal Fonseca, informou em Agosto de 2021 que o projecto de bombagem e adução de água ao Planalto Norte seria concluído em Novembro do mesmo ano, para resolver “definitivamente” a situação de penúria de água por que passam as 70 famílias que residem nessa localidade, fustigada pela seca.

Este projecto tem como propósito levar água potável ao Planalto Norte a partir da nascente de Escravoerinhos, em Martiene, através de sete estações de bombagem, equipados com painéis solares.

Aquando do lançamento, em Setembro de 2019, este projecto estava orçado em cerca de 70 mil contos, custo que aumentou para 82 mil contos, devido a trabalhos a mais, refere a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project