LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Portugal: Eurodeputada Ana Gomes diz que "o PS se prestou a ser instrumento de criminosos (Ricardo Salgado) e corruptos (Sócrates e Pinho)" 22 Abril 2018

A eurodeputada pelo Partido Socialista - a mesma que denunciou suspeitas de corrupção no caso da compra de terreno na Câmara da Praia pelo Embaixador da EUA José Pinto Teixeira - escreveu no Twitter que "o PS não pode continuar a esconder a cabeça na carapaça da tartaruga". Ana Gomes apelou a que no próximo congresso, em maio, o partido aproveite "a oportunidade para escalpelizar" como é que o Partido Socialista "se prestou a ser instrumento de corruptos e criminosos".

Portugal: Eurodeputada Ana Gomes diz que

Ana Gomes volta a tocar o dedo na ferida aberta que é a corrupção de políticos nas sociedades democráticas.

Em Cabo Verde está bem fresca na memória a intervenção da eurodeputada, que levou ao Parlamento Europeu a denúncia relativa às suspeitas sobre o terreno adquirido pelo ex-embaixador da União Europeia em Cabo Verde, José Pinto Teixeira, junto da Câmara Municipal da Praia, cujo processo está ainda por ser concluido.

Este sábado, ela tuìtou sobre a necessidade do seu partido fazer uma "autocrítica", no congresso do próximo mês.

Ana Gomes confirmou ao Diário de Notícias que a mensagem no Twitter deve, “obviamente”, ser vista “à luz das revelações” das reportagens da SIC sobre o ex-primeiro-ministro socialista, José Sócrates, acusado de corrupção no âmbito da ’Operação Marquês’ e, também, pelas suspeitas de corrupção que recaem sobre o ex-ministro da Economia, Manuel Pinho, agora investigado no “caso EDP”.

Ao jornal, Ana Gomes disse que “não há dúvida nenhuma de que o PS se tornou instrumento de vários indivíduos corruptos e com uma agenda de enriquecimento pessoal”. Sobre o caso de Manuel Pinho, a eurodeputada disse ainda, citada pelo DN, que nunca teve “dúvidas nenhumas”. “Não sabia nada, mas cheirou-me mal tudo aquilo”, referiu, apontando para eventuais ligações entre o ex-governante e o BES.

Ana Gomes quer ver o PS a “fazer uma autocrítica”, para que este tipo de situações não volte a acontecer. O congresso nacional do PS decorre de 25 a 27 de maio.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project