LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Portugal de Luto: Ex-presidente Sampaio sucumbe à doença prolongada 10 Setembro 2021

Jorge Sampaio, 18.º presidente da República Portuguesa, faleceu hoje (6ª fª, 10) aos 81 anos. Estava internado na UCIC-Unidade de Cuidados Intensivos Coronários dum hospital de Lisboa desde o dia 27.

Portugal de Luto: Ex-presidente Sampaio sucumbe à doença prolongada

O Presidente da República Portuguesa durante dez anos (entre 1996 e 2006), Jorge Sampaio sofria de "doença cardíaca crónica", que o obrigara a duas cirurgias recentes, em 2017. No dia 26, teve uma crise durante as férias no Algarve — região onde a segunda esposa, Mª José Ritta, tem as suas raízes, numa família de grandes indústriais.

Teve de ser transferido do hospital de Portimão por helicóptero para um hospital na área de Lisboa no dia seguinte, 6ªfª, 27, dado o agravamento das suas "dificuldades respiratórias".

A atualização do estado de saúde do ex-presidente Sampaio foi feita a partir do Palácio de Belém, após o presidente Marcelo disponibilizar o médico da presidência para acompanhar a situação.

No dia 1, o boletim clínico informava do agravamento do seu estado, depois de ter estado "sedado" desde o internamento na UCIC.


Pós-Presidência

Enquanto, presidente da ’Plataforma Global para os Estudantes Sírios’, Sampaio publicou no dia 26 de agosto um artigo no jornal Público, em que apelou ao reforço do programa de ajuda para estudantes afegães.

Na quinta-feira, 28, o ex-presidente Sampaio dirigiu-se no seu apelo "a todos os parceiros da Plataforma, às entidades oficiais, às instituições do ensino superior, centros de estudos e investigação, bem como empresas, fundações, outras organizações e particulares", para que colaborem mais, disponibilizem apoios, oportunidades académicas e profissionais, estágios e vagas para os jovens afegães.

A Plataforma lançou em 2013 o programa de bolsas de estudo para estudantes sírios, com o objetivo de contribuir para responder à emergência académica devida ao conflito na Síria, que deixou milhares de jovens para trás sem acesso à educação.

"Entretanto, a Plataforma foi alargando o seu âmbito de atuação" — bolsas para estudantes sírios, libaneses e outros — e hoje trabalha na criação de um RRM-"Mecanismo de Resposta Rápida" para o ensino superior nas emergências, afirmou Sampaio.

É neste contexto que a Plataforma está agora virada para implementar "o programa de emergência de bolsas de estudo e de oportunidades académicas para jovens afegães", lê-se na carta do ex-presidente português.

Jorge Sampaio lembrou também que "a experiência dos últimos sete anos com a integração de estudantes sírios tem mostrado ser duplamente benéfica para os estudantes e para as comunidades de acolhimento que desta forma se renovam, dinamizam e reforçam o seu potencial criativo e produtivo".

«E mesmo que assim não fosse, nunca seria demais recordar que a solidariedade não é facultativa, mas um dever que resulta do artigo 1.º da Declaração Universal dos Direitos Humanos: "Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade"».
...
Fontes: RTP/SIC/Público/... Relacionado: Portugal: Ex-PR Jorge Sampaio 2º dia ’internado em estado crítico’ — (...), 28.ag0.021. Foto: O ex-presidente português que oficialmente visitou Cabo Verde em 1996 e 2004.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project