LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Portugal: Manifestantes pedem "verdade" sobre mortes na cadeia 23 Janeiro 2022

Milhares de pessoas desceram à rua no sábado para exigir conhecer toda a "verdade" sobre as mortes na cadeia. Entre elas a do Danijoy Pontes de 23 anos que morreu em setembro no EPL-Estabelecimento Prisional de Lisboa. A luta da mãe do são-tomense para saber a verdade tem agora o apoio de muitos.

Portugal: Manifestantes pedem

Na madrugada de 15 de setembro, Danijoy morreu na sua cela da principal cadeia de Lisboa "durante o sono", segundo foi comunicado à família Pontes. Esta lacónica explicação dada não convenceu a família, que exigiu saber toda a verdade.

Em comunicado de imprensa no dia 15 de outubro, ao fim de um mês, os serviços prisionais pronunciaram-se sobre as causas da morte de Danijoy Pontes.

A Direção-Geral de Reinserção e dos Serviços Prisionais informa que "o Ministério Público lhe comunicou, ao inicio da tarde de hoje, o resultado das autópsias, sendo que estes indicam que as mortes resultam de causas naturais. Mais pormenores respeitantes aos resultados das autópsias deverão ser colocados ao Ministério Público".

Esta colocação foi contestada pela família que garante que Danijoy entrou saudável no EPL. Apesar disso, "foi sistematicamente medicado durante a sua estadia sem que nada aparentemente o justificasse e sem que alguma vez tivéssemos sido informados sobre as razões", denunciam.

De acordo com a família, "a história de detenção de Danijoy desde o início que não foge à regra da desproporção das medidas de coação quando se trata de jovens negros. Danijoy esteve 11 meses em prisão preventiva", quase o dobro do tempo recomendável de 6 meses.

A medida de coação nunca foi alterada. "Foi condenado a 6 anos de prisão, em cúmulo jurídico, mesmo não tendo qualquer antecedente criminal e desconsiderando o significado de uma pena tão pesada numa vida tão jovem".

O Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que acompanhava o pesar da família do jovem são-tomense Danijoy Pontes. Isto foi dito por ocasião da sua visita a São Tomé e Príncipe, para a tomada de posse do novo presidente são-tomense, Carlos Vila Nova, em 02 de outubro.

Fontes: TVI/ Sapo.Pt/Expresso... Fotos (Lusa): Manifestantes exigem saber toda a verdade sobre as mortes na cadeia.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project