LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Portugal: Mariana Vieira da Silva ’a mais merecida’ e ministro do Planeamento será menos na remodelação do PM Costa, analisa Ricardo Costa 20 Fevereiro 2019

A remodelação ’já está’, com a tomada de posse em Belém, na segunda-feira, 18, dos novos ministros e secretários de Estado. Onze novos rostos nesta remodelação que o primeiro-ministro António Costa defende ter sido motivada tão-só por dois atuais ministros estarem de saída para o Parlamento Europeu nas eleições do último domingo de maio próximo.

Portugal: Mariana Vieira da Silva ’a mais merecida’ e ministro do Planeamento será menos  na remodelação do PM Costa, analisa Ricardo Costa

A subida de Mariana Vieira da Silva para o Ministério da Presidência e da Modernização Administrativa é tida como a indicação mais merecida, na análise que o diretor da SIC, Ricardo Costa, faz da mais recente remodelação, apenas quatro meses depois da grande mexida de outubro.

A nova ministra, socióloga de formação. 40 anos, é filha do ministro da Solidariedade Social, José Vieira da Silva (foto ao alto). Fazem história: são o primeiro caso de pai e filha na governação em Portugal.

O primeiro-ministro António Costa tem defendido que a mexida foi tão-só motivada pelo facto de que dois dos ministros, Paulo Guedes, do Planeamento e Infraestruturas, e Maria Manuel Marques, da Presidência e da Reforma Administrativa, estão de saída para o Parlamento Europeu, cujas eleições decorrerão no último domingo de maio próximo.

Mexida em dois ministérios deu três ministérios

A mexida em dois ministérios deu três ministérios, com o anterior Ministério de Paulo Guedes cindido em dois: o Planeamento, que ficou com Nelson de Sousa, de 64 anos (o único que fica com um só secretário de Estado), as Infraestruturas e Habitação, com o economista Pedro Nuno Santos, de 41 anos, que ascendeu da Secretaria de Estado dos Assuntos Parlamentares.

Os novos secretários de Estado são: Duarte Cordeiro, nos Assuntos Parlamentares, Tiago Antunes, na Presidência e Conselho de Ministros, Luís Goes Pinheiro, na Modernização Administrativa, Rosa Monteiro, na Cidadania e Igualdade, Mª do Céu Albuquerque no Desenvolvimento Regional, Jorge Delgado, nas Infraestruturas, Alberto Miranda, nas Comunicações, e Ana Pinho, na Habitação.

Palco pesado para sucessores

O governo "fica mais coeso", "mais de combate", com esta remodelação com "a prata da casa, de qualidade" que é "o núcleo-duro do PS", como analisa o social-democrata Marques Mendes domingo, 17, na SIC.

Explica-se o "o núcleo-duro do PS": Pedro Nuno Santos milita no PS desde 1991 (faça-se as contas à idade), foi, entre outros cargos relevantes no partido, secretário-geral da JS de 2004 a 2008, preside à Federação (Distrital) de Aveiro do PS.

"António Costa está a dar palco, e palco pesado a todos os que podem vir a ser os seus sucessores", analisa o habitual comentador dessa estação televisiva.
— -
Fontes: Antena 1/Televisões. Foto (presidência.pt): Presidente Marcelo dá posse, em 18.2.2019, a novos membros do executivo de António Costa.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project