LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Portugal: ’Prémio Gulbenkian da Humanidade’ distingue Greta T. que doa metade a 10 ONGs 17 Dezembro 2020

A ativista sueca Greta Thunberg, de 17 anos, anunciou na terça-feira, 15, a doação a dez organizações ambientais, de 500 mil euros — metade do milhão de euros que recebeu do ’Prémio Gulbenkian para a Humanidade’. As primeiras beneficiadas são a ONG brasileira ’SOS Amazonia campaign-Fridays for Future Brazil’ e a ’Stop Ecocide Foundation’ dos Países-Baixos — cada uma recebe 100 mil euros.

A ambientalista adolescente decidiu entregar meio milhão de euros a "dez organizações do Brasil, Bangladesh, Índia, Maurícias e vários países africanos que se dedicam a causas ambientais e humanitárias", anunciou ontem a fundação Greta Thunberg.

A primeira distinguida com o recém-criado Prémio Gulbenkian da Humanidade, Greta Thunberg, cumpre assim o prometido em julho quando soube que a distinção vem acompanhada do prémio monetário de um milhão de euros.

Em comunicado, a portuguesa Fundação Calouste Gulbenkian, sediada em Lisboa, revela que a SOS Amazonia campaign (da Fridays for Future Brazil) e o Stop Ecocide Foundation — ONGs que se têm destacado respetivamente no combate à Covid-19 na Amazónia e no esforço para tornar o ecocídio um crime internacional — são as primeiras organizações a receberem 100 mil euros cada.

Mais 100 mil foram doados para as vítimas das inundações na Índia e no Bangladesh através das organizações não-governamentais BRAC Bangladesh, a Goonj, e a Action Aid India e a Action Aid Bangladesh.

Ecocídio: destruição deliberada e sistemática de ecossistemas

O conceito foi utilizado pela primeira vez em 1970 pelo botânico Arthur Galston (1920-2008), dos Estados Unidos que tinha identificado os efeitos herbicidas dum químico, o denominado "Agente Laranja".

O uso do químico contra civis na guerra do Vietname horrorizou o botânico.

Galston começou, em várias intervenções públicas e publicações, a manifestar-se ativamente contra o uso do químico que ele tinha identificado.

Fontes: Relacionado: Suécia: Greta T. recusa prémio de ambientalistas — Combate pelo clima, direito da criança, 31.out.019; Brasil com incêndio na Amazónia: Reunião do G7 começa com Bolsonaro isolado e sob repulsa mundial, 25.ago.019. Foto: Greta T desembarca no Cais da Rocha em Lisboa, em 2019. A sua próxima viagem a Portugal será para receber das mãos do Presidente da República o ’Prémio Gulbenkian para a Humanidade’.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project