LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Portugal entrega 24 mil doses de vacinas anti-Covid a Cabo Verde, 50 mil a Angola 17 Julho 2021

Portugal, que se comprometeu a distribuir a países lusófonos pelo menos 5% das vacinas que lhe forem atribuídas, entregou ontem (sexta-feira, 16) 24 mil doses de vacinas anti-Covid a Cabo Verde e 50 mil doses a Angola, bem como, todo o material necessário para a inoculação, segundo anunciou o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal.

Portugal entrega 24 mil doses de vacinas anti-Covid  a Cabo Verde, 50 mil a Angola

É a segunda doação de vacinas anti-Covid que Portugal faz a Cabo Verde. Em meados de maio, aconteceu a primeira entrega, que também foi de 24 mil doses. Era a resposta "ao pedido de apoio formulado pelo Governo cabo-verdiano, em face do agravamento da situação pandémica registada no país", explicava o executivo português.

Esta quinta-feira em Angola, Marcelo Rebelo de Sousa e o governo português, que esteve representado por Augusto Santos Silva, fez a entrega ao ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António, e à ministra da Saúde angolana, Sílvia Lutucuta (foto) da primeira doação de 50 mil vacinas da AstraZeneca contra a Covid-19.

Durante o ato protocolar, que aconteceu na antevéspera do início da cimeira de Luanda da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), Augusto Santos Silva referiu que o programa de cooperação português prevê a entrega de pelo menos 5% das vacinas, num total que será superior a um milhão para seis dos países de língua portuguesa.

"Antes de Angola, já foram para Cabo Verde, Guiné-Bissau e Moçambique. Em breve, também seguirão remessas de vacinas para São Tomé e Príncipe e Timor-Leste", declarou o ministro luso.

Cimeira de Luanda

Também sobre a cimeira de Luanda, a partir de hoje, sábado, o chefe de Estado optou por ficar em silêncio, para dar a palavra ao ministro Augusto Santos Silva.

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros referiu que o secretário executivo é proposto por Timor-Leste.

"O que quer dizer que a primeira série de nomeações acaba no sábado e completou-se a rotação entre todos os Estados-membros da CPLP", afirmou Santos Silva.


Cooperação de Angola

Nas suas declarações, o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros também aproveitou para "agradecer a enorme cooperação de Angola na organização dos voos de repatriamento e humanitários no período mais difícil da pandemia da Covid-19 no ano passado".

"A colaboração de Angola foi absolutamente excecional", acrescentou.

Fontes: Sapo.pt/Site MNE.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project