LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Portugal quer Angola como "novo Brasil" — Europa 2021 centrada na relação Europa-África 30 Novembro 2018

Angola " navio-almirante da língua portuguesa no mundo" destaca-se tanto como o ’dinheiro de Angola’ que volta a valer na relação de Portugal com o maior PALOP. Isto, deduz-se das palavras proferidas nesta quarta-feira, 28, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros luso, após a primeira visita oficial do presidente angolano a Portugal centrada na parceira económica.

Portugal quer Angola como

Augusto Santos Silva repetiu o apelo deixado por João Lourenço — que esteve em Portugal entre quarta-feira, 21 e domingo, 25 — para que os portugueses se virem "em força" para Angola. E insistiu que é a sério e que "quem não compreender o que está a acontecer em Angola não está a compreender nada".

"Temos que olhar para Angola como o nosso próximo Brasil", considerou o ministro ao palestrar sobre "O papel de África na política externa portuguesa". Um tema quente, quatro dias depois de concluída a visita do presidente angolano a Portugal.

Muito crítico da forma como a Europa e o BCE-Banco Central Europeu têm encarado a relação com o continente africano, Santos Silva avisou que "a Europa não se pode fechar sobre si própria".

A África tem um papel "absolutamente central" não só na política externa portuguesa como na sua política europeia, explicou o ministro que acredita que, no contexto internacional, "grande parte dos problemas e das potencialidades da Europa só se resolvem em parceria com África". Dadas as atuais questões de cariz demográfico e migratório, que implicam com a segurança, o crescimento e movimentos económicos, "desvalorizar a relação com África é um erro crasso".

Copulativa

"Quando nos perguntam se Portugal vale na Europa pelo que vale fora ou se vale fora pelo que vale na Europa, eu uso a copulativa", afirmou. Ou seja, Portugal vale também pela relação privilegiada que mantém com africanos e europeus.

A prova disso é que "uma das prioridades da presidência da União Europeia que Portugal assumirá em 2021" vai ser, precisamente, "a relação Europa-África".

A valorização "copulativa" de Portugal depende, também, da atenção que abrange "as duas Áfricas, Magrebe e Subsariana", "igualmente próximas". Mas Santos Silva assume o destaque a Angola, que "vai ser o navio-almirante da língua portuguesa no mundo".

Fontes: Televisões. Relacionado: Angola: João Lourenço em visita oficial a Portugal assina 13 acordos, paga metade da dívida e convida Marcelo, 24.11.2018

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project