LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Portugal sai da lista-verde britânica — 12 casos de "variante nepalesa" que OMS desconhece 05 Junho 2021

O Reino Unido decidiu retirar Portugal da lista-verde de destinos considerados seguros, o que obriga, a partir de 3ª fª, 8, os britânicos no regresso a fazer quarentena. A decisão está a ser contestada tanto pelo governo português como por operadores turísticos dos dois países.

Portugal sai da  lista-verde britânica — 12 casos de

"É uma decisão injusta", para muitos dos turistas e operadores ouvidos pela Reuters nesta sexta-feira. "Cansados de tantas mensagens incoerentes, os turistas em busca do sol" do Algarve "têm reagido com espanto e fúria à decisão do governo de impor de novo a quarentena", lê-se na publicação londrina online.

Há três semanas a imprensa inglesa da referência repercutia o alívio com a "retoma da normalidade", a 17 de maio, e as boas-vindas do Algarve aos britânicos". Destacavam-se testemunhos: "Os turistas ingleses são uma parte importante da nossa economia". O Guardian acentuava a importância do turismo procedente do Reino Unido, com números: o desemprego atingira na região algarvia os 70% em 2020.

A imposição da quarentena obrigatória, que abrange ainda os arquipélagos dos Açores e Madeira, foi justificada com o aumento de casos em Portugal e com o aparecimento de uma "mutação do Nepal". Esta, que seria uma ’variante’ da variante indiana, é no entanto desmentida pela OMS.

Aviso da OMS

A OMS-Organização Mundial de Saúde reagiu, com a emissão de uma nota no Twitter nos seguintes termos: "A OMS desconhece a existência de uma nova variante do SARS-CoV-2 alegadamente detetada no Nepal. As três variantes confirmadas em circulação são: Alpha (B.1.1.7), Delta (B.1.617.2) e Kappa (B.1.617.1). A variante predominante que circula atualmente no Nepal é Delta (B.1.617.2)", ou seja a variante indiana.

As novas designações das variantes foram anunciadas nesta segunda-feira, 31. A OMS decidiu utilizar o alfabeto grego, mas não sucessivamente. A variante detetada pela primeira vez no Reino Unido denomina-se Alpha, a da África do Sul é Delta, a da União Indiana é Kappa.

Epidemiologista desmente Reino Unido

"Foram identificados 12 casos da apelidada variante nepalesa em Portugal", disse João Paulo Gomes, investigador do Instituto Dr. Ricardo Jorge, em Lisboa. O especialista desmentia assim os "68 casos" reportados pelo governo do Reino Unido.

Ouvido pela SIC, o epidemiologista explicou que se trata de "uma mutação que foi detetada na variante indiana".

As informações são omissas sobre o como e quando da chegada a Portugal da alegada variante ou mutação nepalesa. Contudo, o Himalayan Times, de Katmandu, dava conta em março de 2020 de que — embora sem representação diplomática em Lisboa, mas sim em Madrid e Paris — a comunidade nepalesa em Portugal atinge entre 25 mil e 30 mil pessoas.

Um terço desse número representaria trabalhadores sazonais, na região do Algarve, entre os quais foi detetado um infetado com o coronavírus na variante indiana, internado no hospital de Faro. Setenta e quatro contactos, todos nepaleses, tiveram de fazer quarentena.
— -

Fontes: BBC/Reuters /OMS. Foto (AP): Boas-vindas aos turistas no aeroporto de Faro, a 17 do mês passado. Menos de três semanas depois, volta a quarentena obrigatória para todos os que entrarem no Reino Unido saídos de Portugal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project