MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Português matou a mulher inglesa grávida, foi preso e deportado — 16 anos depois repete o feminicídio, a vítima é holandesa 10 Fevereiro 2021

Segundo o diário neerlandês ’Telegraaf’, o português Hugo Quintas a viver nos Países-Baixos desde 2014 está a ser acusado de assassinar a nova companheira holandesa.

Português matou a mulher inglesa grávida, foi preso e deportado — 16 anos depois repete o feminicídio, a vítima é holandesa

Noticiou a BBC que o operário Hugo Quintas então com 25 anos — nascido no Porto e a viver em Bristol havia dois anos — foi condenado a 18 anos de prisão, em 2005, pelo homicídio da namorada Hayley Richards.

Segundo o diário londrino, após uma "briga fútil" que resultou na morte da jovem inglesa de 23 anos grávida do primeiro filho do casal, Hugo demonstrara "uma impassibilidade que chocou o tribunal".

Decorridos dezasseis anos sobre o homicídio que a mãe de Hayley classificou de "imperdoável", o português perpetra mais um feminicídio. "Após cumprir parte da pena no Reino Unido foi deportado para Portugal" onde deveria cumprir o restante dos dezoito anos, refere o online inglês Wiltshire Times, mas "a Justiça atendeu o pedido de redução de pena e Quintas saiu em 2014".

Já o online neerlandês Telegraaf.nl revela que a recente vítima, assassinada na quadra natalícia, tinha 26 anos.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project