ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caso da portuguesa fugitiva em Cabo Verde: A homicida frequentava estabelecimentos no Palmarejo sempre ansiosa e com pressa 29 Setembro 2022

A fugitiva portuguesa Fernanda Baltazar de 41 anos de idade, que matou o noivo na véspera da cerimónia nupcial marcada para o Natal de 2016, frequentava alguns estabelecimentos, designadamente salões de beleza, no bairro de Palmarejo, na capital cabo-verdiana, Praia. ASemanaonline entrevistou duas testemunhas, sob condição de anonimato, que prestaram serviços à homicida, que agora se encontra em prisão preventiva, aguardando a sua extradição para Portugal. Conforme as mesmas fontes, a fugitiva não se identificou como portuguesa e apresentava-se sempre ansiosa e com pressa para ser atendida.

Caso da portuguesa fugitiva em Cabo Verde: A  homicida  frequentava estabelecimentos no Palmarejo  sempre ansiosa e com pressa

Segundo os entrevistados, Fernanda Baltazar frequentava no período sempre da tarde salões de beleza no bairro. Há registos que a arguida não pagou o valor cobrado num desses estabalecimentos.

Em uma das cabelelarias, a sua proprietária, que falou ao ASeamanaonline, pedindo anonimato, contou que a mulher frequentava um dia sim e outro não o local. Em termos de perfil, caracterizou a homicida como sendo uma pessoa simpática, embora aparentava estar sempre ansiosa e com pressa para ser atendida ou deixar o local.

Ela revelou-se simpática. Mas vinha aqui sempre com pressa. Quando notava que no salão tinha muitas pessoas, ia embora para outro estabelecimento da zona”, enfatizou a mesma fonte.

Questionada se Fernanda falava sobre a sua vida pessoal, a fonte referida revelou que uma vez lhe perguntaram se era portuguesa, tendo a mesma respondido que não e que dava aulas particulares.

Em termos de comportamento, parecia que estava com alguma pressão e sempre que vinha ao salão nos trazia seus produtos capilares”, realçou a entrevista deste jornal.

Uma outra fonte que trabalha numa sapataria ao ar livre perto da cabelelaria referida, que atendou sempre no período da tarde, por cerca de 4 vezes, a portuguesa, descreveu que ela era simpática e que lhe pagava sempre pelo trabalho feito.

Realçou, porém, que a única coisa que que notou «é que a Fernanda estava sempre com alguma fadiga».

No momento da recolha dessas informações, algumas pessoas, que não quiseram gravar a entrevista, relataram, porém, que Fernanda tinha um companheiro que não souberam identificar se é cabo-verdiano ou não. Consta que, segundo outros órgãos da imprensa, a fugitiva morava no bairro de Palmarejo, mais concretamente à entrada da Cidadela.

De realçar que o crime referido ocorreu na casa onde vivia o casal, no Parque das Nações em Lisboa, na véspera de Natal, em 2016. Fernanda Baltazar comprou gelo seco a pensar já no crime que veio a consumar com a intoxicação por dióxido de carbono até à morte de Hugo Oliveira, de 34 anos de idade.

Entretanto, a professora retomou o seu lugar na escola. Mas quando foi procurada para cumprir a pena confirmada pelo Supremo Tribunal de Justiça (STJ), ela tinha fugido. Ano e meio depois de emitido um alerta pela Interpol, a fugitiva foi detida em Cabo Verde, mais precisamente no dia 22 de setembro último, na cidade da Praia.

A nota da Polícia Judiciaria (PJ) portuguesa informou que a arguida agora localizada foi detida, "tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva, na vigência da qual foi condenada em primeira instância a pena de prisão de 17 anos".

"Aguardam-se agora os trâmites legais relativos à extradição da arguida para Portugal, para cumprimento do remanescente da pena de prisão em que foi condenada", enfatizou a nota da PJ. Foto: Sábado.pt

Links relacionados:

https://asemana.publ.cv/ecrire/?exec=article&id_article=156846

https://asemana.publ.cv/ecrire/?exec=article&id_article=156683

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project