NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

“PositiveAfrica” é a nova exposição de Vadú Rodrigues que apela a uma mudança de narrativa 09 Dezembro 2022

O fotógrafo cabo-verdiano Vadú Rodrigues inaugurou ontem, na Assembleia Nacional, a sua segunda exposição denominada “PositiveAfrica”, com intuito de “inspirar” o público a mudar a narrativa sobre o continente africano.

“PositiveAfrica” é a nova exposição de Vadú Rodrigues que apela a uma mudança de narrativa

A exposição, patente ao público até 07 de Janeiro de 2023, decorre no âmbito das comemorações do 15º Aniversário da Parceria Especial entre Cabo Verde e a União Europeia.

A abertura do evento foi presidida pelo presidente da Assembleia Nacional, Austelino Correia, e contou com a participação da embaixadora da União Europeia em Cabo Verde, Carla Grijó.

Conforme explicou o artista, a exposição fotográfica “PositiveAfrica” é um projecto em que usou a fotografia e ́ storytelling com intuito de” inspirar mudança de narrativa, levar o público a ver o continente africano como um lugar de inspiração”.

A preparação da exposição durou cerca de quatro meses, desde a conceitualização a técnicas de instalação.

“Esta exposição na verdade é uma instalação. Além de fotógrafo, trabalho como artista de instalação, onde transformo o espaço para a narrativa e prepará-lo para a exposição. Só para ter uma noção esta montagem nos levou uma semana e meio”, aclarou Vadú Rodrigues.

Para “PositiveÁfrica”, conforme ajuntou, usou a mesma narrativa da sua primeira exposição intitulada “Pé na Txada”, um projecto em que explora as ilhas de Cabo Verde, lançado em Dezembro do ano passado.

“Só que amplifiquei a narrativa no projecto “PositiveAfrica” que é um projecto iniciado em 2016, em que já viajei para nove países do continente africano para a sua realização”, sintetizou.

“Nesta exposição, queríamos mostrar dois mundos, primeiro PositiveAfrica, com representação de cinco países de continentes africano, nomeadamente Gana, Guiné Bissau, Senegal e no segundo momento há o “365 Pé na Txada”, em que há um corpo de trabalho designado de Mantenha, onde exploro um pouco o que é ser cabo-verdiano”, sublinhou.

Segundo o artista, com esta exposição pretende-se instar as pessoas a valorizar o material nacional usado, e mostrar a realidade do quotidiano que capturou durante as suas viagens, e o quão rico de experiência, de criatividade, resiliência, são as pessoas.

Vadu Rodrigues espera poder “provocar questionamento” e levar o público a abrir a mente a novas abordagens.

O artista, que já participou em TEDx e em Mandela Washington Fellowship para falar sobre esta temática “Positive África”, estará também na próxima semana nos Estados Unidos da América (EUA), no Washington, para participar de We West Africa Young Líder Summit, onde vai falar sobre como usar mais a criatividade para desenvolver o continente Africano.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project