AMBIENTE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Praga de gafanhotos chega à Etiópia, Quénia, Somália 26 Janeiro 2020

A Etiópia enfrenta a pior invasão dos últimos setenta anos, a Somália e o Quénia há vinte e cinco anos que não assistiam a tal flagelo. A ONU lançou o alerta esta semana sobre a invasão que ameaça a produção dos três países e pede verbas no valor de 70 milhões de dólares para o combate.

 Praga de gafanhotos chega à Etiópia, Quénia, Somália

A foto do rapazinho num esforço inglório para expulsar os invasores que ameaçam a plantação de milho foi captada na semana passada numa aldeia da etnia Samburu, no Quénia.

A Etiópia, Quénia, Somália flagelados pela invasão que segundo as Nações Unidas na segunda-feira, 20, "atinge uma dimensão de destruição jamais vista. Os enxames estão a aumentar exponencialmente e teme-se que se prpaguem a outros países da África Oriental".

Cada enxame é formado por centenas de milhares de gafanhotos, ditos peregrinos, que são capazes de percorrer 150 quilómetros por dia e, assim, arrasar os meios de sobrevivência das populações rurais.

A Etiópia, Quénia, Somália, recorde-se, estão a sofrer ainda o efeito das guerras civis. A invasão atual destes flagelos da natureza só vem acrescentar mais precariedade às populações vítimas.

Fontes: Le Monde

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project