INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Praga de gafanhotos continua — Sudão prepara-se para receber ’inimigos’ da segurança alimentar 03 Fevereiro 2020

O périplo dos gafanhotos continua. Agora estão a rumar ao Sudão do Sul, depois dos vizinhos do Uganda e Quénia. Isto acontece um mês depois de os enxames vindos da Somália terem entrado pelo Quénia adentro.

Praga de gafanhotos continua — Sudão prepara-se para receber ’inimigos’ da segurança alimentar

O diretor Michaya Nasona, do Ministério sul-sudanês da Agricultura e Segurança Alimentar, explicou na sexta-feira que vinte técnicos foram enviados para a zona fronteiriça para acompanharem a situação.

Gafanhotos, insectos saltitões difíceis de apanhar, da mesma família dos camarões – sejam marítimos ou de água-doce, como os das nossas "passagens de água".

O comportamento dos gafanhotos, dependente da fase do seu desenvolvimento e das condições ambientais, tanto pode ser inócuo como prejudicial à atividade agrícola — daí o recente combate que está a ser dado não só em Cabo Verde como nos vários países que desde setembro sofrem a invasão dos vindos do deserto mais a norte. Aqui já custou alguns milhares de contos ao Tesouro, das nossas contribuições. Em países como o Egipto, Quénia e Somália, há notícias de que as ONU está a ajudar no combate a esses daninhos da agricultura.

Janela de oportunidade

A jornalista moradora na área metropolitana de Koweit City, a capital do reino, descreve o que para ela é uma das melhores recordações da infânica.

"Adoro o seu aroma, é uma das melhores recordações da infância e lembra-me os meus avós e o meu pai".

Miftah faz todos os invernos a sua provisão anual de gafanhotos, que num país onde a classe média tem empregadas domésticas, ela prefere cozinhar ela mesma. • A Miftah explica que ela começa por colocar os insectos numa panela em água a ferver. Depois deixa-os a cozer em lume brando durante uma meia-hora. Depois, separa os que vai deixar a secar e que podem durar o ano todo até ao próximo inverno. Os que vai consumir de imediato, leva-os ao forno para ficarem mais estaladiços.
Fica a dica: uma cozedura durante meia hora. Ao fim desse tempo, pode consumir-se assim ou levar ao forno para ter um acepipe mais estaladiço. Ou deixar a defumar ...

Fontes: BBC/.theeastafrican.co.ke/...Relacionado: Praga de gafanhotos chega à Etiópia, Quénia, Somália, 26.jan.2020. Foto (AFP): Acepipe de gafanhotos preparado pela jornalista koweitiana Moudi al-Miftah, de 64 anos. A ciência já deu como provado que os gafanhotos, primos das lagostas, têm valor nutricional indesmentível. Mas como "gostos não se discutem", há quem goste e há quem não. LS

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project