SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Praia: Delinquentes tiram sono aos moradores de Achada Grande Trás 14 Fevereiro 2022

Evanilde Mendes diz-se cansada de ver o irmão mais novo Ailton Patrique Mendes a ser alvo de tentativa de morte por parte de um grupo de delinquentes do seu bairro, em Achada Grande Trás, Praia.

Praia: Delinquentes tiram sono aos moradores de Achada Grande Trás

Em declarações à Inforpress, afirmou que já tem muitas queixas na Polícia Nacional, mas que o irmão “continua a correr o risco de vida”.

“Nesta madrugada, por volta das quatro horas atingiram a porta da minha avó com tiros, tendo provocado um grande buraco”, lamentou Evanilde Mendes, informando que, na altura, o irmão “perseguido pelos bandos” não se encontrava em casa, porque tinha dormido em casa de um amigo, quando se apercebeu que os rapazes estavam à espera dele para o atacar.

Segundo Evanilde, o irmão, que estudava no Liceu de Achada Grande Frente, já foi agredido várias vezes com armas brancas e coronhadas de “boka bedju” [arma artesanal].

“O meu irmão abandonou a escola porque estes rapazes ficavam sempre à espera dele à saída das aulas para o atacar”, afirmou, acrescentando que ela própria tem sido alvo de tentativa de ataque por parte do grupo de delinquentes.

Segundo a a mesma fonte, neste momento, Evanilde não anda de autocarro, porque, conforme explicou, tem medo de ser apanhada por aqueles rapazes que a vêm perseguindo por causa do irmão.

“Eles [os delinquentes] param os autocarros, apontam a cabeça para dentro para ver quem está no interior. E se estiver lá alguém que estão à procura, começam a agredir”, contou à Inforpress Evanilde Mendes, para quem, neste momento, a situação de delinquência juvenil em Achada Grande Trás, mais concretamente no chamado Bairro, é “triste e de pânico”, escreve a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project