NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Praia: PC aposta na formação de técnicos para valorização do património arqueológico subaquático nacional 23 Agosto 2018

O presidente do Instituto do Património Cultural (IPC), Hamilton Jair Fernandes, disse, esta quarta-feira, 22, que a aposta na formação de técnicos, no âmbito do projecto CONCHA, visa criar capacidade para valorização do património subaquático nacional.

Praia: PC aposta na formação de técnicos para valorização do património arqueológico subaquático nacional

Hamilton Jair Fernandes fez esta afirmação em declarações à imprensa, antecedendo a abertura da formação em arqueologia subaquática, que aconteceu esta quarta-feira na Cidade da Praia.

Para o responsável citado pela Inforpess, este projecto foi abraçado, “atendendo a sua importância”, e porque também “abre portas” para “outras vias de investigação” que o IPC quer implementar, sublinhando que as parcerias “não irão cingir” apenas nesse projecto, mas estendendo-se também às novas possibilidades que poderão vir a ser abertas.

O presidente do IPC defendeu que a questão da formação é extremamente importante, desde logo porque Cabo Verde não tem especialista em matéria de património arqueológico subaquático.

“É nesta linha que se criou a comissão nacional para a valorização do património cultural e subaquático, que é um dos itens que consta no projecto”, referiu.

Hamilton Jair Fernandes explicou que o projecto envolve vários parceiros, tendo um financiamento de quase 900 mil euros, da qual Cabo Verde coube a fatia de 76 mil euros.

O projecto CONCHA explica as diferentes formas pelas quais as cidades portuárias se desenvolveram em torno da borda do Atlântico no final do século XV e início do século XVI em relação aos diferentes ambientes ecológicos e económicos globais, regionais e locais.

Cabo Verde integra o projecto CONCHA, através do Instituto do Património Cultural (IPC), juntamente com a Universidade Pablo de Olavide, Old Dominion University, Observatório do Mar dos Açores, (OMA) – Trinity College Dublin Global, Associação para as Ciências do Mar, Universidade do Norte Mar, Ambiente e Pesca Artesanal, Universidade Federal de Sergipe e Eveha International, conclui a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project