SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Praia: PN está a investigar internamente caso de morte de mulher que terá saltado de carro de polícia em movimento 12 Dezembro 2022

A Polícia Nacional (PN) está a investigar internamente o caso da mulher que morreu após ter, supostamente, saltado de um carro da PN em movimento neste final-de-semana, na Cidade da Praia.

Praia: PN está a investigar internamente caso de morte de mulher que terá saltado de carro de polícia em movimento

Esta informação foi hoje fornecida à Inforpress pelo Director-Nacional Adjunto da PN para a Área Operacional, Eugénio Fernandes, realçando que se está perante um caso que tem de ser “muito bem investigado”.

“Ela teria apresentado queixa de VBG contra o próprio companheiro e vice-versa e não é primeira vez. Aqui não sabemos o que houve propriamente dito, temos de investigar para dar uma resposta. De antemão, sem ter nenhuma investigação apurada, não posso dizer nada mais a fundo”, disse.

Sabendo que a vítima estava ao lado do companheiro que, na sua óptica, talvez deveria ter impedido que esta pulasse do carro, entende Eugénio Fernandes que “há um conjunto de questionamentos que deverão ser feitos”.

“Acusar polícia é fácil, mas nós perguntamos o porquê de ele não ter segurado ela já que estavam sentados um ao lado do outro”, frisou o Director-Nacional Adjunto para a Área Operacional

Indira Teixeira, de 38 anos, não resistiu aos ferimentos e acabou por falecer no hospital central da Praia, depois de ter pulado, na sexta-feira, de uma viatura da Polícia Nacional na localidade de Zona 4, em Ponta d’Água, Cidade da Praia.

Segundo informações avançadas ao Santiago Magazine pelo companheiro da vítima, tudo aconteceu quando este chamou a PN na sequência de um desentendimento com a sua companheira, com quem morava na zona de Achada Mato.

“Tivemos um desentendimento. Ela, inclusive, já tinha tomado uns dois vinhos. Chamei a polícia. Então fomos colocados na viatura, eu e ela, na cabine de passageiros, para sermos levados à Esquadra de São Filipe. Mas a caminho os agentes ficaram a insultar a minha mulher e a ameaçá-la de que quando chegasse na Esquadra ela iria ver o que é bom”, começou a narrar ao referido jornal online o homem que se identificou por Paulo Jorge Barbosa.

Nisto, conforme disse, a sua mulher, identificada por Indira Teixeira, se apercebeu que as portas não estavam trancadas e resolveu pular da viatura que, segundo afirmou, estava em “alta velocidade”.

“Ela caiu e ficou ali no chão, sem reacção. Chamaram os bombeiros, que demoraram a chegar, e ela foi levada para o hospital, onde veio a falecer na noite deste sábado”, contou Paulo Barbosa.

Indira Teixeira, que era doméstica, deixa quatro filhos, sendo três menores.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project