REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Pré-candidato presidencial 2012, Herman Cain faleceu vítima de Covid-19 — Trump diz: "Morreu duma coisa chamada vírus da China". 01 Agosto 2020

Morreu, esta quinta-feira, ontem, , 30, aos 74 anos de idade, o empresário Herman Cain que, em 2011, era o pré-candidato vencedor dos Republicanos para a corrida à Casa Branca. Diagnosticado em 30 de junho com Covid-19 e hospitalizado em Atlanta no dia 1 de julho, é o mais famoso dos mais de mil americanos que sucumbiram à doença do coronavírus nas últimas vinte e quatro horas.

Pré-candidato presidencial 2012, Herman Cain faleceu vítima de Covid-19 — Trump diz:

Herman Cain surgiu para a política em 2011, como candidato das primárias republicanas para defrontar o primeiro presidente "afroamericano", na reeleição de Obama.

Empresário de sucesso, o "ilustre desconhecido" Herman Cain chegou à política no fim de um longo percurso de sucesso na Marinha, no alto funcionalismo e no setor privado, no mundo dos negócios.

Chegou a presidente (CEO) da Godfather’s Pizza e vice-diretor da Federal Reserve, contrariando as suas origens humildes. Nascido no Tennessee, a mãe era empregada doméstica e o pai trabalhava três turnos, como porteiro, motorista e barbeiro.

"Herman Cain, o nosso patrão, o nosso amigo, um pai para muitos de nós, faleceu", lê-se no website oficial de Cain, mantido por Dan Calabrese.

O colega e administrador do site de Cain traça-lhe a biografia pessoal — casado com Gloria Etchison, pai de dois filhos, Melanie e Vincent — e profissional. Lê-se que o "ilustre desconhecido" candidato à presidencial de 2012 era, além de um grande empresário, um cientista que trabalhou para a Marinha e foi alto funcionário governamental, após a sua formação universitária em matemática e computação, como destaca Calabrese.

O presidente Trump na Sala Oval prestou uma homenagem muito do seu timbre ao correligionário de partido — que chegou a apontar em 2019 para dirigir o Tesouro, mas foi vetado pelos senadores.

O peculiar tributo de Trump ao seu indefectível apoiante Herman Cain foi: "Ele era uma pessoa muito especial ... e infelizmente morreu duma coisa chamada vírus da China".

O website oficial — que ao longo do mês atualizou as novidades sobre o doente no hospital — explica que em 2006 Herman Cain venceu uma dura batalha contra um cancro do cólon e gozou de boa saúde desde então. Contudo, a condição de morbidade prévia é apontada como um fator de risco na doença do coronavírus.

Em Tulsa sem máscara

O comício de Trump em Tulsa volta a ser citado nas notícias sobre o óbito deste republicano. Tal como Trump e os demais participantes, Herman Cain foi fotografado sem máscara protetora nesse evento do Oklahoma, em 20 de junho.

Na foto do comício de Tulsa, vê-se Cain com a esposa e várias outras pessoas sem máscara (com uma única exceção). Algumas ostentam bandeirolas a proclamar "Afroamericanos votam Trump".

Pré-candidato derrotado por alegações de assédio sexual

A popularidade do desconhecido Cain surpreendeu o mundo mediático. O prospetivo "challenger" de Obama provou ser um grande comunicador, uma surpresa que só não o era para os seus seguidores nas igrejas batistas em que pregou ao longo de décadas.

A imediata ascensão de Cain levou todavia ao escrutínio — e em pouco tempo surgia a primeira de várias denúncias de assédio sexual ("Não há presidencial americana sem alegações de má conduta sexista", 23.jun.020).

Cain negou as acusações, mas as sondagens mostraram a baixa de popularidade. Caído do pódio — onde chegara a ultrapassar os 35% — teve de deixar a corrida.

Via Twitter, Mitt Romney — que acabou por ser o candidato (futuramente derrotado) do Partido Republicano contra o Presidente Barack Obama — prestou homenagem a "Herman Cain, um formidável campeão do mundo dos negócios e da política" que "perdeu a sua batalha contra a Covid".
— -

Fontes: Washington Post/BBC/NY Times... Relacionados: EUA-Eleição 2020: Em 1º comício pós-confinamento Trump tem muito espaço, pouca gente, 24.jun.020; Covid-19: Comícios de Trump são "de alto risco" – Participantes prometem não processar em caso de infeção com coronavírus, 16.jun.020. Fotos: Herman Cain, ex-candidato 2012, morreu aos 74 anos de Covid-19 — no dia em que os Estados Unidos atingiram o total de 4.634.985 casos confirmados e 155.285 óbitos (1/4 do total global). .

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project