ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Preços dos produtos importados aumentam 0,2% em janeiro de 2022 22 Fevereiro 2022

Os preços dos produtos importados aumentaram 0,2% em janeiro de 2022 valor inferior em 0,6 pontos percentuais face ao registado no mês anterior, indicou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INECV).

Preços dos produtos importados aumentam 0,2% em janeiro de 2022

Em contrapartida, segundo uma nota enviada a nossa redação, a taxa de variação mensal dos preços dos produtos exportados fixou-se em 0,1%, em janeiro de 2022, valor superior em 0,3 p.p. face ao registado no mês anterior, conforme os dados do Índice de Preços do Comércio Externo (IPCE).

Estes mostram que, em termos de variação mensal registada pelo Índice de Termos de Troca foi de -0,1%, um aumento de 1,0 p.p. face ao valor registado no mês anterior.

O INE fundamenta que o aumento dos preços da importação ocorrem sobretudo nas categorias de Bens de Consumo (1,1%), explicada essencialmente com a subida de preços de “produtos alimentares primários” (3,5%)” e Bens Intermédios (2,6%), justificada com com a subida dos preços de “produtos transformados para a construção” (6,8%).

Já as diminuições dos preços ocorrem nos grupos de Bens de capital (-2,0%) justificada pela descida de preços de “máquinas” (-2,1%) e Combustíveis (-1,2%), justificada com a descida da única subcategoria denominada “Combustíveis” (-1,2%).

Em termos homólogos, os índices de preço da importação aumentaram 14,3%, relativamente ao mês de janeiro de 2021.

Revalam ainda os dados do INECV que, no que se refere à exportação, os dados mostram que o índice dos preços sitou-se em 100,6 correspondendo a um decréscimo de 0,1% face ao mês anterior.

Comparativamente ao mês anterior, os índices subjacentes e volátil na exportação registou acréscimo de 0,3%, conclui Índice de Preços do Comércio Externo referido.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project