ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Preços em Cabo Verde aumentaram 6,6% num ano - INE 14 Fevereiro 2022

Os preços em Cabo Verde aumentaram 0,9% no mês de janeiro e acumulam uma subida de 6,6% face ao mesmo mês de 2021, indicam dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) cabo-verdiano, divulgados hoje.

Preços em Cabo Verde aumentaram 6,6% num ano - INE

De acordo com o Índice de Preços no Consumidor (IPC), elaborado pelo INE, esta variação mensal em janeiro fica 0,5 pontos percentuais acima da taxa registada no mês de dezembro de 2021, refletindo a 12.ª subida mensal consecutiva.

"A taxa de variação homóloga do IPC total, no mês de janeiro de 2022, foi de 6,6%, acelerando 1,2 pontos percentuais em relação ao mês anterior", lê-se no relatório do INE.

No mesmo período, o IPC registou ainda uma variação média dos últimos 12 meses de 2,5%, valor superior em 0,6 pontos percentuais ao registado em dezembro.

Cabo Verde fechou 2021 com uma inflação média anual de 1,9%, o valor mais alto desde 2013, influenciado pelo aumento do preço dos combustíveis no mercado internacional, segundo o Governo cabo-verdiano.

De acordo com dados do boletim de conjuntura macroeconómica de dezembro do Ministério das Finanças, divulgado no final de janeiro, a classe dos Transportes foi a "mais afetada" pelo aumento dos preços no ano passado, com uma contribuição de 0,6 pontos percentuais para esse crescimento da inflação, seguindo-se (0,2 pontos percentuais) os preços das rendas, água, eletricidade, gás e outros combustíveis.

Globalmente, o boletim refere que a inflação média anual em dezembro de 2021 "aumentou para o seu valor mais alto desde novembro de 2013", atingindo 1,9%, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), "refletindo continuamente os efeitos do preço do petróleo no mercado internacional".

O preço médio dos combustíveis desceu 5,5% no primeiro dia de 2022 em Cabo Verde, conforme novos valores máximos definidos pela agência reguladora do setor, mas acumularam uma subida de 37,4% em todo o ano de 2021.

Já as tarifas da eletricidade, igualmente condicionadas pelos preços dos combustíveis — Cabo Verde depende da produção de eletricidade em centrais a gasóleo -, aumentaram em média 30% em outubro passado.

Os preços em Cabo Verde aumentaram 0,4% em dezembro de 2021, face ao mês anterior, a 11.ª subida mensal consecutiva, segundo dados do indicador divulgado em 17 de janeiro pelo INE cabo-verdiano.

De acordo com a evolução do IPC, em todo o ano de 2021 este indicador recuou apenas em janeiro (-0,3%), tendo registado aumentos em fevereiro (0,3%), março (0,7%), abril (0,1%), maio (0,5%), junho (0,2%), julho (0,5%), agosto (0,8%), setembro (0,3%) outubro (0,9%) e novembro (0,8%), além de dezembro (0,4%).

No acumulado de 12 meses de 2021, a variação de preços é positiva em 5,4% (mais 6,3 pontos percentuais face ao acumulado de 2020 até dezembro).

O Governo cabo-verdiano estimou para 2021 uma inflação de 1,2%, mas que terá ficado substancialmente acima, face aos indicadores do INE.

Cabo Verde registou uma variação acumulada anual nos preços de 0,6% em 2020, sucedendo a uma taxa de 1,9% no conjunto do ano de 2019, segundo dados anteriores do INE.

A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project