ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Presidência da República de Cabo Verde reforça medidas de prevenção nas suas instalações 29 Dezembro 2021

A Presidência da República de Cabo Verde anunciou hoje um reforço das medidas para prevenção contra a covid-19 nas suas instalações, um dia após o país ter regressado ao estado de contingência devido ao aumento de infetados.

Presidência da República de Cabo Verde reforça medidas de prevenção nas suas instalações

A Presidência da República avançou, em comunicado citado pela Lusa, que entre as medidas está a obrigatoriedade do uso de máscara em todos os seus espaços, bem como a distribuição e uso de álcool gel e aplicação da regra de distanciamento social.

Os funcionários vão ainda ser obrigados à apresentação de certificado de vacinação e/ou de teste negativo nos eventos de público condicionado, promovidos pela Presidência.

As novas regras implicam ainda o regresso à medição da temperatura a todos os funcionários e visitantes à entrada das instalações.

E desde hoje, prosseguiu a instituição liderada por José Maria Neves, decorrem testes de despistagem a todos colaboradores adstritos à Presidência e, ainda, a vacinação de todos os funcionários.

"Estas medidas passam a ser regulares durante toda a prevalência da pandemia de covid-19, não só como ação de segurança sanitária da Presidência, mas também como um estímulo institucional no combate à crise sanitária. Mais do que nunca, o estado de saúde da Nação depende de cada um de nós", enfatizou a mesma fonte.

Na terça-feira, o primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, anunciou que Cabo Verde regressa à situação de contingência face ao aumento de casos de covid-19, exigindo teste negativo no acesso aos restaurantes e proibindo festas de passagem de ano nas ruas.

Todo o país estava em situação de alerta - o nível menos grave de três previstos na lei que estabelece as bases da Proteção Civil — desde 28 de outubro, mas o aumento exponencial de novos casos de covid-19 nos últimos dias, em máximos diários desde setembro, e quando regista um Rt de 2,52, levou o Governo a aumentar um nível, apertando as regras.

Segundo ainda a Lusa, Cabo Verde registou um "aumento exponencial" de casos na última semana, com mais de 500, fazendo assim a taxa de incidência acumulada aumentar de 24 casos de covid-19 por 100 mil habitantes para 110 casos de 13 a 26 de dezembro.

Até segunda-feira, a taxa de transmissibilidade (Rt) era de 2,52 a nível nacional, uma taxa de positividade (entre os testes realizados) de 6%, mas apenas 7,7% de ocupação hospitalar com casos de covid-19, correspondente a sete doentes internados.

Desde terça-feira, entre as várias medidas, voltou também a ser obrigatório o uso de máscara na via pública, a realização de espetáculos só é permitida mediante a apresentação obrigatória de testes válidos com resultado negativo e é obrigatória a apresentação de certificado de vacinação covid-19 ou de recuperação, com segunda dose de vacina.

Conforme a mesma agência, covid-19 provocou mais de 5,41 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, considerada preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, a 24 de novembro, foram notificadas infeções em pelo menos 110 países, sendo dominante em Portugal, conclui a Lusa.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project