Presidenciais 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Carlos Veiga planeia colocar proteção da mulher na linha da frente das preocupações 04 Outubro 2021

Na sua corrida ao cargo do Presidente da República, Carlos Veiga cataloga combater, na primeira linha das preocupações da sociedade cabo-verdiana, agruras por que passam as mulheres como violência baseada no género, femicídio e paternidade não responsável.

Carlos Veiga planeia colocar proteção da mulher na linha da frente das preocupações

Carlos Veiga manifestou esta preocupação à imprensa na noite de domingo, no final de um encontro com as mulheres de todos os municípios de Santiago, que encheram o salão nobre da Assembleia Nacional, onde fez a sua explanação sobre os “direitos e desafios das mulheres.

Manifestou-se “surpreso, muito satisfeito com esta mobilização com mais um elemento de peso à volta da sua candidatura”, o que garantiu, o leva a aumentar o seu grau de confiança em relação ao sucesso desta candidatura, por se mostrar convicto que “mulheres de Cabo Verde revejam nesta candidatura” por aquilo que tem visto e sentido no terreno, tanto nas ilhas como na diáspora.

Já na sua comunicação directa com as mulheres, que fizeram do evento um autêntico clima de festa da cultura e desfile de artistas femininas da candidatura “Unir para Avançar”, este aspirante ao Palácio do Platô disse que ser necessária a vitória da sua proposta nesta eleição por Cabo Verde, alegando que 17 de Outubro, mais do que eleger um presidente da República, está em causa a estabilidade política do País.

Antigo chefe do Governo, Carlos Veiga reafirmou que a Constituição da República já garante as mesmas igualdades de oportunidades, equidades e liberdades para todos os géneros, pelo que propôs, caso venha a ser eleito eleito, ser um porta-voz de todas as mulheres na Presidência da República.

“Quero ser um Presidente da República e com este suporte enorme de mulheres de Cabo Verde. Vou conseguir, em nome de mulheres e de Cabo Verde, enquanto base da sociedade cabo-verdiana. Cabo Verde escuta o que as mulheres falam. Por isto estou confiante que temos todas as condições para vencer as próximas eleições”, frisou Carlos Veiga.

O candidato aproveitou a oportunidade para lançar mais um apelo à união de todos os cabo-verdianos para que o país possa ir avante, tendo dedicado uma palavra especial à juventude “presente e futuro do País, enquanto uma “reserva de Nação cabo-verdiana importante, decisiva”.

Carlos Veiga dedica esta manhã da segunda-feira para visitas aos municípios de São Salvador do Mundo, São Lourenço e Ribeira Grande de Santiago para à tarde realizar um comício na localidade de Fundo Cobom, na Cidade da Praia.

Às presidenciais de 17 de Outubro, nos dois círculos eleitorais, nacional e estrangeiro, concorrem sete candidatos: Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro). Venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta para um segundo mandato, com 74% dos votos. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project