Presidenciais 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Hélio Sanches condena candidaturas que têm promovido comícios desrespeitando as regras sanitárias 02 Outubro 2021

O candidato às eleições presidenciais de 17 de Outubro Hélio Sanches condenou hoje as candidaturas que têm promovido comícios eleitorais e pediu a intervenção da Comissão Nacional de Eleições (CNE) e das autoridades sanitárias.

 Hélio Sanches condena candidaturas que têm promovido comícios desrespeitando as regras sanitárias

“Tivemos conhecimento que uma das candidaturas que fez apresentação pública na noite de quarta-feira violou as normas sanitárias, uma que havia aglomerações de pessoas e muitas estavam sem máscaras, denunciou.

Para além de ser uma medida incorreta, considerou que é uma “falta de respeito” para com os cabo-verdianos, e pediu a intervenção da CNE e das autoridades sanitárias no sentido de darem instruções claras sobre que tipos de eventos são permitidos, porque o que está em causa, alertou, é a saúde dos cabo-verdianos.

“Eu não quero ganhar as eleições a todo o custo, nem contra a saúde dos cabo-verdianos, penso que é necessário tomar medidas, e condeno claramente este tipo de comportamento dos meus concorrentes”, mencionou.

Por outro lado, Hélio Sanches mostrou-se bastante surpreso com a exibição de tanto “luxo” e esbanjamento dos recursos por parte das outras candidaturas nesse início de campanha, numa altura em que o “país passa por uma situação difícil”.

O candidato, que participou no final do dia desta sexta-feira numa passeata, com inicio na zona da Fazenda e término em Achada Santo António, em frente a sede da sua candidatura, disse estar bem-disposto e com muita “satisfação”, sublinhando que essa marcha é “rumo para a vitória” do dia 17 de Outubro.

“Muita juventude e música e está confirmada a afirmação da nossa candidatura. Hoje somos mais conhecidos, estamos a crescer todos os dias e esta multidão de jovens que estive comigo nessa marcha é prova que efectivamente a nossa candidatura é para vencer no próximo dia 17 de Outubro”, apontou.

Hélio Sanches assegurou que é com essa disposição e energia que irá colocar-se à disposição da Presidência da República, porque, precisou, Cabo Verde precisa acelerar os passos e retomar a sua normalidade.

“Por isso que viemos com muita força e energia para dar um sinal, porque precisamos aumentar a velocidade, para alcançarmos o limite preconizado, o mais breve possível, retomando a economia do país a vida normal.

Tendo em conta a situação pandémica que o arquipélago vive, explicou que a passeata contou com o número mínimo de participantes, sobretudo, os jovens e de viaturas, onde foram cumpridas com as normas de distanciamento social e uso de máscaras.

Durante o dia de hoje, a candidatura de Hélio Sanches vai estar em mais uma acçáo de campanha em Assomada, terra natal do candidato.

Nas presidenciais de 17 de Outubro, concorrem outros seis candidatos – Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro), venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta com 74% dos votos, para um segundo mandato. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project