Presidenciais 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Péricles Tavares oficializa candidatura e tenciona ser um presidente “junto do povo” 19 Agosto 2021

O candidato às eleições presidenciais Péricles Tavares oficializou hoje a sua candidatura junto do Tribunal Constitucional, admitindo que teve alguma dificuldade para conseguir formalizar a sua candidatura, e almejou ser um “presidente sempre atento e junto do povo”.

Péricles Tavares oficializa candidatura e tenciona ser um presidente “junto do povo”

Segundo a Inforpress, Péricles Tavares, que formalizou o processo acompanhado do seu mandatário para o concelho da Praia, demonstrou à imprensa a sua satisfação por ter conseguido apresentar a sua candidatura, numa ocasião, que segundo o mesmo “não está favorável”.

“Satisfeito de ter conseguido apresentar esta candidatura, é claro eu sinto que, de facto, não foi fácil. O terreno não está muito favorável, principalmente para um candidato independente que não está a ser apoiado por partidos. E também, houve chuva, sementeira, o pessoal deslocou-se ao campo e também com a pandemia, o que nos tem prejudicado a aproximação das pessoas”, explicou Péricles Tavares.

Não obstante todas estas condições pouco “favoráveis”, o candidato às eleições presidenciais de 17 de Outubro espera que de agora em diante tudo corra bem, já que as condições estão reunidas para ir a sorteio.

Os resultados, conforme observou Péricles Tavares, dependem do povo que em consciência decidirá qual é o melhor candidato, tendo salientado que os candidatos às presidenciais terão agora a oportunidade de debaterem ideias de modo a fazer com que os cabo-verdianos “percebam, de facto, que são úteis para essa nação”.

Instado como vê a sua candidatura sem apoio dos partidos políticos, Péricles Tavares respondeu nestes termos: “Óptima, porque eu sou do povo, com o povo “voto” e com o povo quero compartilhar as decisões do futuro”.

Acrescenta a mesma fnte que, questionado igualmente se a sua condição de ter dupla nacionalidade (cabo-verdiana e americana) não constitui empecilho à sua candidatura, asseverou que não e que está na Constituição no artigo 5º que a dupla nacionalidade existe.

Sobre a ausência do seu mandatário nacional na entrega do processo de candidatura, Péricles Tavares disse que ele se encontra doente, por isso levou o mandatário da concelhia da Praia, sublinhando que a lei permite, ou exige, que apresentem mandatários de 10 concelhias.

Péricles Tavares, cientista político, torna-se, assim, no oitavo candidato a alinhar na corrida presidencial, depois de José Maria Neves, Carlos Veiga, Fernando Rocha Delgado, Hélio Sanches, Gilson Alves, Joaquim Jaime Monteiro e Casimiro de Pina terem formalizado as suas candidaturas.

De acordo com o calendário eleitoral, o prazo para a apresentação das candidaturas termina hoje, 60 dias antes do escrutínio, sendo que o sorteio da ordem a atribuir às candidaturas nos boletins de voto vai ser realizado na quinta-feira, 19, cnclui a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project