INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Presidente Mahamadou Issoufou ganha Prémio Ibrahim para Excelência na Liderança Africana 2020 08 Mar�o 2021

O presidente do Níger, Mahamadou Issoufou, venceu o prémio Ibrahim para a Excelência na Liderança Africana 2020. Informação esta, avançada hoje, pela Fundação Mo Ibrahim após uma reunião do seu Comité do Prémio independente.

Presidente Mahamadou Issoufou ganha Prémio Ibrahim para Excelência na Liderança Africana 2020

O Presidente Mahamadou Issoufou cumpriu dois mandatos de 5 anos como Presidente do Níger: de 2011 a 2020. É a sexta individualidade galardoada com o Prémio Ibrahim, que reconhece e celebra a excelência na liderança africana.

O Prémio Ibrahim visa distinguir líderes excecionais que, durante o seu mandato, tenham desenvolvido os seus países, reforçado a democracia e protegido o Estado de direito em benefício comum do seu povo.

Segundo uma nota chegada a nossa redação, na sua citação, o Comité do Prémio elogiou a excecional liderança do Presidente Issoufou depois de herdar uma das economias mais pobres do mundo, enfrentando desafios aparentemente intransponíveis. “Ao longo do seu mandato, o Presidente Issoufou fomentou o crescimento económico, demonstrou um compromisso inabalável para com a estabilidade regional e a constituição e defendeu a democracia africana”, referiu.

Ao anunciar a decisão, Festus Mogae, presidente do Comité do Prémio e ex-Presidente do Botswana, afirmou: “Perante os mais graves problemas políticos e económicos, incluindo o extremismo violento e a desertificação crescente, o Presidente Mahamadou Issoufou conduziu o seu povo por um caminho de progresso. Hoje, o número de nigerinos que vivem abaixo da linha de pobreza caiu para 40%, em comparação com 48% há uma década. Embora persistam desafios, Issoufou manteve as suas promessas para com o povo nigerino e abriu o caminho para um futuro melhor. Após cuidadosa reflexão, o Comité considera o Presidente Issoufou um digno vencedor do Prémio Ibrahim.”

O Presidente Mahamadou Issoufou foi democraticamente eleito presidente pela primeira vez em 2011, após muitos anos de governação militar no Níger. Foi eleito para um segundo mandato em 2016 e renunciou ao poder no final do mesmo, demonstrando o seu claro respeito pela constituição.

De acordo com a mesma nota, os dados do Índice Ibrahim de Governação Africana (IIAG) 2020 sublinham as realizações do Presidente Issoufou. Durante os seus 10 anos como Presidente, o Níger fez progressos em variadas áreas, incluindo a melhoria em todas as quatro subcategorias do Desenvolvimento Humano. No final da década, o Níger ocupava o 28.º lugar do IIAG entre 54 países. Está entre os dez países africanos que mais robusteceram as oportunidades socioeconómicas para as mulheres.

Desta feita, o Presidente Mahamadou Issoufou junta-se à Presidente Ellen Johnson Sirleaf da Libéria (2017), ao Presidente Hifikepunye Pohamba da Namíbia (2014), ao Presidente Pedro Pires de Cabo Verde (2011), ao Presidente Festus Mogae do Botswana (2008) e ao Presidente Joaquim Chissano de Moçambique (2007) como laureado com o Prémio Ibrahim. O Presidente Nelson Mandela foi nomeado Laureado Honorário inaugural em 2007.

O Prémio Ibrahim é um prémio de 5 milhões de USD pago ao longo de 10 anos. Assegura que o continente africano continue a beneficiar da experiência e da sabedoria de líderes excecionais quando estes deixam de exercer funções oficiais, permitindo-lhes continuar o seu inestimável trabalho noutras funções cívicas respeitantes ao continente.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project