LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Presidente Marcelo na 3ª fª em 3 declarações sobre abusos de teor sexual na Igreja — "Fui mal interpretado" 12 Outubro 2022

O presidente português começou na terça-feira por afirmar que as quatrocentas denúncias que a Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais contra as Crianças na Igreja Católica Portuguesa podem "não ser um número particularmente elevado". Diante do clamor que se ergueu, teve de justificar-se por duas vezes no mesmo dia. A primeira, numa curta nota publicada no site da Presidência; a segunda, em declarações à RTP.

Presidente  Marcelo na 3ª fª em 3 declarações sobre abusos de teor sexual na Igreja —

No site da presidência, Marcelo escreveu que, à semelhança de outros países, o número de casos em Portugal poderá ser "muito superior". A nota refere que segundo "vários relatos" há "números muito superiores em vários países, e infelizmente terá havido também números muito superiores em Portugal".

Na TV, as declarações foram mais incisivas, com o Presidente a afirmar que "o objetivo não foi desvalorizar as denúncias, pelo contrário".

"Estes 424 casos valorizam imenso precisamente aqueles que tiveram a coragem de ir e denunciar. Acho curto. A minha convicção é a de que haverá muitos mais", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa. Algo que é, também, a convicção da Comissão Independente.

O Presidente da República Portuguesa reiterou que "espera que os casos possam ser rapidamente traduzidos em Justiça".

"Fui mal interpretado"

Perante o clamor dos partidos que exigem um pedido de desculpas do presidente sobre a primeira declaração, de que os números teriam sido poucos", que é "o que eu não quis dizer".

Fontes: RTP/Presidencia.pt/DN.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project