POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Presidente da Câmara da Praia desprofissionaliza vereadores Samilo Moreira e Chissana Magalhães 01 Julho 2021

O presidente da Câmara Municipal da Praia, Francisco Carvalho, acusou hoje os vereadores do PAICV Samilo Moreira e Chissana Magalhães de tentativa de perturbar o normal funcionamento da autarquia e anunciou que os mesmos foram desprofissionalizados do cargo.

Presidente da Câmara da Praia desprofissionaliza vereadores Samilo Moreira e Chissana Magalhães

Francisco Carvalho fez estas declarações durante a conferência de imprensa, quando pronunciava sobre a declaração do vereador Samilo Moreira, que acusou hoje, em declarações à Inforpress, o presidente Francisco Carvalho de ter “trancado” a porta de acesso à sala de reuniões e impedir a realização da uma reunião extraordinária.

A razão do clima de desentendimento entre o presidente da Câmara Municipal da Praia e os vereadores do mesmo partido, deve-se, segundo Francisco Carvalho, a um “conjunto de medidas fundamentais”, que foram compromissos assumidos durante a campanha eleitoral, cuja bandeira foi a transparência e combate à corrupção.

Apontou a criação de uma unidade de gestão onde toda a aquisição feita pela câmara da Praia passa a ser centralizada através de um processo transparente, que observa o código de contratação pública, e implementação de uma caixa única de pagamento da CMP com cobrança centralizada na Direcção de Administração Fiscal, como alguma das medidas tomadas.

“Nós dizemos que a razão maior que tem Samilo Moreira e Chissana Magalhães contra a câmara da Praia é porque estão contra as medidas de transparência e cumprimento da legalidade, ou seja, Samilo Moreira e Chissana Magalhães estão a defender que tenhamos uma câmara onde a gestão é feita à margem da lei e contra corrupção”, declarou, frisando que quem não gosta de transparência e de uma gestão com base na legalidade não concorda com as decisões tomadas.

Outra medida que foi tomada e que os vereadores consideram de perseguição por parte do presidente da câmara da Praia, é a colocação do dispositivo GPS nas viaturas da autarquia, uma medida que o edil Francisco Carvalho explica que foi adoptada para controlar a frota e evitar a circulação de viaturas fora do horário normal de expediente.

“As pessoas da Praia já estavam cansadas de verem viaturas de matrícula amarela a circular de um lado para outro, nas praias, ou bares, e nós quando apresentamos a nossa candidatura, um dos assuntos que consideramos central, foi tratar os carros da CMP com dignidade, para respeitarmos as pessoas”, declarou, afirmando que esta medida incomodou profundamente os vereadores Samilo Moreira e Chissana Magalhães e que inclusive a vereadora retirou o GPS com as próprias mãos.

De acordo com o edil praiense, a colocação de dispositivos de GPS abrange todas as viaturas pertencentes à câmara da Praia, incluindo a do presidente, lembrando que é um líder camarário defensor da transparência e poupança de recursos financeiros.

Acusou, por ouro lado, Samilo Moreira de estar a ostentar o cargo de presidente da Câmara da Municipal da Praia e de incentivar a destruição da equipa camarária.

Tendo todo o constrangimento registado, a partir de hoje, anunciou, Samilo Moreira e Chissana Magalhães foram vereadores desprofissionalizados através de um despacho e que os mesmos poderão até ficar com as pastas que lhes foram atribuídas, tendo no entanto explicado que esta medida foi tomada por já não haver confiança política nos referidos vereadores. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project